Após novos ataques a veículos, Natal fica sem ônibus neste sábado

Aliny Gama

Colaboração para o UOL, em Maceió

  • Corpo de Bombeiros

    Três ônibus foram incendiados neste sábado na zona leste de Natal

    Três ônibus foram incendiados neste sábado na zona leste de Natal

Após mais um ataque em que três ônibus foram queimados em Natal neste sábado (30), ônibus e micro-ônibus da capital do Rio Grande do Norte foram recolhidos às garagens. O serviço de coleta de lixo e limpeza também foi suspenso, no início desta noite. 

Natal e outras nove cidades do interior do Estado enfrentam uma série de ataques criminosos com incêndios a ônibus e ações criminosas contra prédios públicos desde sexta-feira.

Os crimes ocorreram após a instalação de bloqueadores de sinal de telefonia celular no Presídio Estadual de Parnamirim, localizado na região metropolitana de Natal. 

Até agora, a Sesed (Secretaria de Estado da Defesa Social e Segurança Pública) contabilizou 34 ataques criminosos, sendo 29 ataques em dez cidades do Rio Grande do Norte - Natal, Parnamirim, Macaíba, São José de Mipibú, Caicó, Currais Novos, Caiçara do Norte, Santa Cruz, Mossoró e Jardim de Piranhas.  A polícia prendeu 25 pessoas acusadas de participarem dos ataques.

O novo ataque aconteceu no bairro Brasília Teimosa, na zona leste de Natal. Os veículos foram incendiados próximo ao acesso da ponte Newton Navarro. Não há registro de feridos neste ataque.

Parte do comércio também foi fechado nas principais ruas de Natal e municípios do interior. Nos presídios da região, o alerta contra rebeliões está no grau máximo.

A Urbana (Companhia de Serviços Urbanos de Natal), responsável pela limpeza e coleta de lixo, teve um dos seus veículos incendiado no bairro de Mãe Luiza e para suspendeu os serviços hoje. A companhia não informou quando retornará o serviço.

Ônibus atendem a 530 mil usuários por dia

O secretário-adjunto de Transporte de Natal, Clodoaldo Cabral, informou que a frota de ônibus e transporte alternativo está sendo recolhida às garagens. Segundo ele, rodoviários e proprietários de empresas de ônibus decidiram paralisar o serviço devido à insegurança que vem atingindo o transporte rodoviário com ataques criminosos.

Os ônibus atendem a 85 linhas em Natal e região metropolitana. Segundo a STTU (Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana) , 530 mil usuários por dia dependem do transporte coletivo. Não há previsão de quando a frota voltará a circular.

Na sexta, após os primeiros ataques, a capital ficou sem transporte público por cinco horas. 

Estamos preocupados até com agentes de trânsito e mobilidade porque esses ataques estão direcionados ao setor de transporte. O serviço de inteligência da guarda municipal vem monitorando a situação, que é muito preocupante."

Clodoaldo Cabral, secretário-adjunto de Transporte de Natal
 

Transportes alternativos liberados

A STTU liberou o transporte de lotação de passageiros durante o recolhimento a frota de ônibus. Segundo Cabral, estão autorizados táxis de Natal e outras cidades, vans, micro-ônibus e veículos de transporte escolar para atender a demanda de passageiros. O valor da tarifa cobrada deverá ser o mesmo do preço dos ônibus: R$ 2.90.

"Além do perigo que usuários e rodoviários estão passando, a frota vai ser afetada depois que passar toda essa insegurança, pois com esses ônibus queimados, as empresas ficam numa situação difícil de repor os veículos logo. Temos uma reserva de ônibus para ser usada quando há quebra de algum veículo que esteja em linha e não podemos colocar essa reserva nas ruas porque não há garantia que esses veículos não serão depredados", afirmou Cabral.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos