Modelo achada morta em rodovia de SP usou álcool e antidepressivo, aponta laudo

Eduardo Schiavoni

Colaboração para o UOL, em Ribeirão Preto

  • Arquivo pessoal/Facebook

    A modelo Aline Furlan

    A modelo Aline Furlan

A modelo Aline Furlan, 28, encontrada morta em 31 de julho entre as cidades de Piracicaba e Santa Bárbara d'Oeste, no interior de SP, depois de permanecer desaparecida por 20 dias, ingeriu antidepressivos e bebida alcoólica horas antes de morrer. A conclusão faz parte do laudo necroscópico realizado pelo IML (Instituto Médico Legal) divulgado pela Polícia Civil da cidade. No documento consta ainda que a modelo teve politraumatismo compatível com o capotamento de veículo onde estava, mas não foi possível determinar a data da morte por conta do estado avançado de decomposição do corpo.

O laudo constatou a presença de uma substância presente em medicamentos antidepressivos. Entre os efeitos que ela pode causar estão sono, tonturas, náuseas e dores de cabeça. O álcool, se combinado com a substância, potencializa os efeitos.

Aline, natural de Santa Bárbara d'Oeste, fez contato com a família pela última vez em 14 de julho e, na madrugada do dia 15, foi vista pela última vez em um bar de Piracicaba. Desde então, a família e as autoridades realizaram uma série de buscas para encontrá-la, sem sucesso.

O corpo só foi encontrado em 31 de julho, quando o caseiro Nelson Domingos viu destroços do automóvel. Ela foi encontrada em uma ribanceira no km 147 da rodovia Luiz de Queiroz, entre as cidades de Piracicaba e Santa Bárbara d'Oeste, a 18 quilômetros do local onde foi vista pela última vez, um bar.

A DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Piracicaba, que cuida do caso, informou ainda que espera para os próximos dias o laudo técnico da perícia sobre o local onde o corpo foi encontrado. Segundo o delegado Fernando Dultra, a polícia espera a chegada de todos os laudos para determinar se o veículo foi atingido por outro ou se o acidente ocorreu sem a participação de outras pessoas.

O delegado informou que a principal hipótese é que a morte tenha causada pelo acidente de trânsito - indício reforçado por imagens captadas por câmeras de segurança que mostraram a modelo passando mal momentos antes de deixar o bar em Piracicaba. "Em princípio, é acidente mesmo. Mas não descartamos outras hipóteses, que serão analisadas no decorrer da investigação."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos