Diego Herculano/AFP

Violência no Rio

Braço direito de Beltrame assumirá Secretaria de Segurança no Rio

Bernardo Barbosa

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação/PMERJ

    O novo secretário Roberto Sá em foto de 2012

    O novo secretário Roberto Sá em foto de 2012

Confirmado pelo governo do Estado do Rio como sucessor do secretário de Segurança, José Mariano Beltrame --que anunciou nesta terça (11) que deixará o cargo--, o subsecretário de Planejamento e Integração Operacional, Roberto Sá, foi o braço direito do titular da pasta e teve atuação direta na implantação e gestão das UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora).

Sá, que será empossado na segunda (17), tem longa trajetória na Polícia Militar fluminense e, assim como Beltrame, é policial federal. Nascido em Barra do Piraí, no Sul Fluminense, Antônio Roberto Cesário de Sá chegou a tenente-coronel da PM e instrutor do Bope (Batalhão de Operações Especiais). Na Polícia Federal, esteve à frente da Delegacia de Polícia Fazendária do Acre e participou, como chefe de Segurança Móvel, da escolta das 184 delegações estrangeiras presentes à Assembleia-Geral da Interpol em 2006, realizada no Rio.

Segundo o professor João Trajano, do LAV-Uerj (Laboratório de Análise da Violência), com a nomeação de Sá, a tendência é de continuidade na gestão da secretaria.

"É um homem de confiança do Beltrame, uma das figuras em que ele mais se apoiava do ponto de vista técnico e da abordagem da segurança pública", disse. "Das alternativas que se aventavam, essa era a melhor e a que mais perto da atual gestão."

Para Trajano, apesar "de todos os problemas e erros" na condução da segurança pública no Estado do Rio, a gestão Beltrame tem um saldo positivo, com mais acertos do que erros.

"Acho que, se há que se compartilhar méritos, Sá é sem dúvida uma dessas pessoas", disse sobre o novo secretário.

Beltrame continuará à frente da pasta somente até o fim do segundo turno das eleições municipais, no fim de outubro. Nascido em Santa Maria (RS), ele completaria dez anos como secretário de Segurança do Rio em novembro. Ele fez carreira como delegado da Polícia Federal antes de assumir a função a convite do ex-governador Sérgio Cabral (PMDB).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos