Mãe confessa ter inventado sequestro do filho de 26 dias em Campinas (SP)

Fabiana Marchezi

Colaboração para o UOL, em Campinas (SP)

  • Reprodução

    Imagens de câmeras de segurança mostram a mulher que ficou com a criança (de boné) e a mãe com o filho no colo

    Imagens de câmeras de segurança mostram a mulher que ficou com a criança (de boné) e a mãe com o filho no colo

Uma jovem de 20 anos confessou neste domingo (13) à polícia de Campinas (93 quilômetros de São Paulo) que forjou o sequestro do próprio filho, de 26 dias. O falso rapto teria ocorrido no sábado durante um passeio da jovem. Ela mora em Monte Mor.

A mãe, que se diz arrependida, contou que negociou a entrega do filho durante mais de um mês com uma mulher do Paraná. A irmã da jovem, que preferiu não ser identificada, disse que ela está com depressão pós-parto.

A polícia já localizou a mulher que está com a criança e ela aceitou devolvê-la, porém a investigação agora quer saber se a jovem entregou o filho em troca de dinheiro.

Há suspeitas de que o bebê teria sido vendido por R$ 200.  A devolução da criança deve ocorrer nesta segunda-feira (14).

O caso ganhou repercussão após o relato da jovem sobre o falso rapto do recém-nascido ir parar nas redes sociais.

"Por favor, peço pelo amor de Deus para quem pegou o meu bebê o devolva. Ele só tem 25 dias e precisa de mim, do meu corpo para cuidar dele. Só eu sei o sofrimento que estou passando e a dor que estou sentindo", postou a mãe no Facebook.

A primeira versão apresentada à polícia no sábado pela jovem e pela família --que acreditou na história inventada por ela--, dava conta de que o bebê havia sido raptado por uma mulher que a jovem, de Monte Mor, acabara de conhecer, em Campinas.

Essa mulher teria sido muito boa com a jovem, teria comprado roupa e se oferecido para comprar fraldas em uma loja no centro de Campinas.

Após as compras, as duas teriam entrado no banheiro Mercado Municipal e a mãe teria pedido para a desconhecida cuidar do bebê enquanto ela usava o banheiro.

Segundo a história inventada pela jovem, quando ela saiu do banheiro, a mulher havia sumido com a criança. As imagens das câmeras de segurança da loja onde a mulher fez a compra foram cedidas à polícia e divulgadas pela família no Facebook. Elas mostram a mulher, de boné e óculos escuros, e a jovem com o bebê no colo.

Entretanto, na manhã deste domingo (13), a mãe retornou à delegacia, a princípio, para cobrar providências da polícia. Porém, ao ser pressionada pelos policiais, após denúncia da sogra e da tia, que desconfiaram de sua atitude, ela teria confessado que inventou o rapto do recém-nascido.

"Ela disse que entregou a criança porque está com depressão pós-parto e que inventou a história por não saber o que dizer ao pai do bebê, mas negou que recebeu dinheiro em troca do filho", informou um plantonista do 1º Distrito Policial.

A polícia também informou que ninguém foi preso e que o caso passará a ser investigado pela DIG (Delegacia de Investigações Gerais).
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos