PMs sofrem emboscada em bairro dominado por tráfico em Salvador

Flávio Costa

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/UOL

    Policial Militar mostra cápsulas após tiroteio no Nordeste de Amaralina, em Salvador

    Policial Militar mostra cápsulas após tiroteio no Nordeste de Amaralina, em Salvador

Traficantes emboscaram na noite desta terça-feira (22) policiais militares no bairro do Nordeste de Amaralina, em Salvador. Houve tiroteio, casas foram atingidas por disparos, mas não há registros de feridos entre moradores e PMs.

O ataque aconteceu no mesmo dia em que o UOL revelou que os criminosos da região vigiam o movimento da delegacia do bairro e ameaçam moradores que prestam queixas no distrito policial.

O Sindipoc (Sindicato dos Policiais Civis da Bahia) e delegados chegaram a solicitar ao comando da Polícia Civil baiana que a delegacia fosse transferida para outro local.

Falsa comunicação

Segundo o UOL apurou, relatos de integrantes da 40ª CIPM (Companhia Independente da Polícia Militar), localizada no Nordeste de Amaralina, dão conta de que os PMs foram informados pela Central de Comunicação da corporação sobre "um indivíduo vítima de agressão caído ao solo, sem sinais vitais".

Reprodução/UOL
Policiais militares circulam pelo Nordeste de Amaralina após tiroteio com traficantes

Para atender ao chamado, duas viaturas se dirigiram à rua 20 de Julho, na localidade chamada Largo do Areal, e ao chegarem ao local foram recebidas a bala.

"As guarnições a bordo das viaturas 9.4021 e 9.4018 foram encurraladas, pois tratava-se de uma emboscada", diz o relato de um PM da região, a cujo conteúdo o UOL teve acesso. O tiroteio gerou pânico entre os moradores. Fotos de casas atingidas por disparos circularam em grupos do aplicativo WhatsApp, conforme apurou a reportagem.

Os PMs receberam ajuda de reforços e conseguiram afastar os traficantes. Ninguém ficou ferido. Ninguém foi preso.

Por sua vez, a SSP-BA (Secretaria da Segurança Pública da Bahia) afirmou, em nota, que os policiais "apuravam uma denúncia de homens armados no local, quando avistaram um grupo armado que reagiu à abordagem policial e iniciou o confronto."

Ainda no texto, o secretário Maurício Barbosa afirma que "estes confrontos são revides do grupo criminoso por conta da ação incisiva da polícia". (leia a nota na íntegra abaixo).

Ameaça

Inspiradas nas UPPs cariocas (Unidades de Polícia Pacificadora do Rio de Janeiro), três bases comunitárias de seguranças da Polícia Militar da Bahia foram instaladas na região, a partir do ano de 2011, mas não conseguiram afastar o tráfico do local.

Reprodução/UOL
Traficantes andam armados pelo Nordeste de Amaralina, em Salvador
No mês passado, o jornal soteropolitano Correio noticiou que policiais militares trabalhavam com a informação de possíveis ataques às bases por traficantes em represália à morte, em confronto com a polícia, de um dos líderes do tráfico local. Ônibus deixaram de circular por cinco dias no bairro.

Tráfico

Formado pelo bairro que lhe dá o nome e outras três comunidades --Vale das Pedrinhas, Santa Cruz e Chapada do Rio Vermelho--, o chamado Complexo do Nordeste de Amaralina é uma das regiões centrais para o tráfico de drogas na capital baiana. Ele está localizado próximo a um trecho da orla marítima da cidade e a bairros nobres, a exemplo de Pituba e Itaigara. Dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) indicam que ao menos 87 mil pessoas moram na região.

Publicados em outubro no Diário Oficial do Estado, dados da SSP-BA (Secretaria da Segurança Pública da Bahia) informam que a localidade teve um aumento de 80% na taxa de homicídios quando se compara os seis primeiros meses de 2016 com o mesmo período do ano passado.

Flávio Costa/UOL
Sindicato pediu que a delegacia do Nordeste de Amaralina mudasse de endereço
Na região, a taxa de mortes é de 17,1 por grupo de cem mil habitantes, índice acima do que é recomendado pelo OMS (Organização Mundial de Saúde): dez mortes por grupo de cem mil habitantes.

A localidade é caracterizada pela grande quantidade de vielas estreitas e altos pontos de observação, além de vários pontos de entrada, o que dificulta um cerco policial. 

Alberto Maraux/SSP-BA
O secretário da Segurança Pública da Bahia, Maurício Barbosa, está no cargo desde 2011
 

Nota

Leia abaixo a nota na íntegra da SSP-BA sobre o tiroteio no Nordeste de Amaralina, em Salvador.

"A Secretaria da Segurança Pública da Bahia informa que a troca de tiros ocorrida na noite de ontem (22), entre guarnições da 40ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Nordeste de Amaralina) e criminosos, na localidade conhecida como Boqueirão, no bairro da Santa Cruz, está sendo investigado pela 28ª Delegacia Territorial (Nordeste de Amaralina). Policiais apuravam uma denúncia de homens armados no local, quando avistaram um grupo armado que reagiu à abordagem policial e iniciou o confronto. Ninguém ficou ferido. 

 
O combate ao tráfico de drogas na região tem sido realizado de maneira permanente pelas forças de segurança estaduais e alcançou importantes resultados neste ano. Há nove dias (14 de novembro) foi capturado o traficante e homicida Leandro Marques Cerqueira, mais conhecido como 'Leandro P', 36 anos, líder da organização criminosa que atua no bairro. Ele possuía três mandados de prisão em aberto.
 
Em outubro equipes da Coordenadoria de Operações Especiais (COE) e da 28ª DT promoveram uma operação na região do Boqueirão que resultou na prisão de três criminosos (um deles foragido do sistema prisional), além da apreensão de armas e drogas."
 
Em setembro, morreu em confronto com a polícia o homicida e traficante Paulo Henrique Santos Silva, 27, o 'Pink'. O criminoso foi um dos autores do assassinato de um policial rodoviário federal, em 2015, na capital baiana. 
 
"Estes confrontos são revides do grupo criminoso por conta da ação incisiva da polícia. Continuaremos atuando ostensivamente, com inteligência, combatendo o comércio de entorpecentes no Nordeste de Amaralina, entre outras ações criminosas", avisou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa."

Violência no Brasil é pior do que na Síria, mostra pesquisa

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos