Rio de Maceió fica cor de rosa após chuvas no fim de semana

Aliny Gama

Colaboração para o UOL, em Maceió

  • Instituto Biota/Divulgação

    O Instituto de Meio Ambiente e o Instituto Biota investigam as causas da mudança de coloração

    O Instituto de Meio Ambiente e o Instituto Biota investigam as causas da mudança de coloração

Um braço do rio Pratagy, localizado no bairro de Riacho Doce, no litoral norte de Maceió, está com a cor da água rosa, após ser atingido pelas chuvas que ocorreram no fim de semana.

Os órgãos responsáveis pela investigação apuram se houve crime ambiental, com derramamento de tinta vermelha em uma das margens.

A mudança de coloração chamou a atenção de moradores do local, que acionaram o IMA (Instituto do Meio Ambiente) e a Semarh (Secretaria do Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Alagoas).

Os dois órgãos ambientais, além do Instituto Biota, que monitora o nascimento de tartarugas marinhas em Maceió, estão investigando as causas. Foram coletadas amostras da água do rio para análise no laboratório do IMA. O resultado deverá sair na próxima semana.

Esta é a segunda vez em um ano que um rio de Alagoas aparece com a coloração rosa. Em janeiro do ano passado, o riacho dos Mamões, localizado no distrito de Barra Nova, em Marechal Deodoro (AL), ficou rosa depois de receber água das chuvas que atingiram Maceió e cidades da região metropolitana.

Na época, foi descoberto que o dono de um estabelecimento comercial jogou tinta na água do rio.

O riacho "rosa" está localizado na entrada do povoado da Boca do Rio, após a ponte do rio Pratagy, e só aparece quando chove na região, como foi o caso na última semana. O rio Pratagy é usado em Maceió para abastecimento de água na cidade.

Porém, o trecho que o rio recebe o braço do riacho não faz parte do sistema de captação de água de Maceió, por isso a mancha não prejudica a captação de água da Casal (Companhia de Saneamento de Alagoas).

De acordo com o IMA, a preocupação da contaminação é de que afete a fauna e a flora do local, que possui área de manguezal, além de problemas com banhistas, pois o trecho que o riacho deságua fica próximo à foz, bastante utilizada nos fins de semana.

Na segunda-feira (9), técnicos do IMA colheram amostras da água do riacho, enquanto outra equipe de fiscalização do órgão estava no local para investigar se algum imóvel tem tinta compatível com a coloração.

"Iremos avaliar se há contaminação por produtos químicos e, só após os resultados, saberemos as causas do problema e se a situação se trata de um crime ambiental", afirmou o técnico ambiental Manuel Messias, gerente do laboratório do IMA.

O Instituto Biota informou que está monitorando a qualidade da água do rio Pratagy. Amostras do Pratagy foram coletadas nesta terça-feira (10) para avaliar se a água está contaminada.

A coleta faz parte do monitoramento mensal que o Biota realiza para avaliar a saúde do rio Pratagy.

O IMA não informou que penalidades poderão ser aplicadas caso seja comprovado que ocorreu derramamento de tinta. Segundo o IMA, técnicos vão analisar que penalidades podem ser enquadradas ao autor.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos