Foto de universitários causa polêmica por incentivar 'cultura do estupro'

Fernando Arbex

Colaboração para o UOL

  • Reprodução / Facebook

Uma foto da equipe de futebol da Faculdade Cásper Líbero, na qual estudantes fazem gestos obscenos, causou polêmica entre os próprios alunos da instituição de ensino paulistana. Na tarde desta quarta-feira (24) a página no Facebook da Frente LGBT+ Casperiana, coletivo criado por estudantes da Faculdade, protestou porque alguns membros do time fizeram com as duas mãos a forma de uma vagina. A manifestação de repúdio foi endossada pela Frente Feminista Casperiana Lisandra, uma vez que ambas alegam que esse tipo de comportamento estimula a "cultura do estupro".

A foto, apagada após a repercussão negativa, foi publicada para representar o time de futebol da Faculdade que vai disputar os Jogos Universitários de Comunicação e Artes (Juca), disputado entre os dias 15 a 18 de junho. O gesto polêmico ficou conhecido entre os fãs de futebol por ter sido feito por Ronaldinho Gaúcho em 2005, e Neymar, em 2016, na foto oficial do elenco do Barcelona.

A autora da denúncia, a Frente LGBT+ disse em entrevista ao UOL que espera que os envolvidos nesse caso sejam excluídos do Juca. Os membros do coletivo também pedem que atletas de Handebol e Basquete masculino sejam cortados da competição porque identificaram gestos obscenos também nas fotos dessas equipes, as quais já foram apagadas.

"Estamos abertos a dialogar com os times e, inclusive, já estamos em contato com a Atlética e os diretores dessas modalidades. Mas acreditamos que a atitude deve ter uma consequência, uma vez que esses homens sabem o que estão fazendo e têm acesso direto ao debate que é proposto pelos coletivos desde 2013", disse a Frente LGBT+ por meio de sua página no Facebook após os questionamentos feitos pela reportagem.

O perfil no Facebook da AAA Jesse Owens, a Atlética da Faculdade Cásper Líbero, lamentou o ocorrido em nota oficial e deu razão aos protestos das Frentes Feminista e LGBT+ da Faculdade. O comunicado diz que será feita uma reunião com os diretores de todas as modalidades.

"Trabalhamos agora em uma medida efetiva de controle, educação e reflexão para que casos como esse não se repitam mais, seja em fotos, festas, jogos e no dia a dia da faculdade", diz a nota. A Atlética reconhece que falhou em não revisar com o devido cuidado todas as fotos das equipes. Não há, porém, nenhuma menção a possíveis punições aos envolvidos e não houve uma resposta a esse questionamento específico.

A Faculdade Cásper Líbero emitiu por meio de sua assessoria de imprensa uma nota oficial em que também repudia o acontecimento, embora faça questão de ressaltar que essa "fotografia em questão não é um registro institucional, pois foi produzida, de maneira independente, no âmbito discente para fins recreativos". Além disso, também não faz menção a alguma possível punição ou medida de conscientização aos envolvidos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos