Violência no Rio

Justiça manda prender Rogério 157 por morte de PM da UPP Rocinha

Do UOL, no Rio

  • Divulgação

    Recompensa por pistas que levem à prisão de Rogério 157 foi ampliada para R$ 50 mil

    Recompensa por pistas que levem à prisão de Rogério 157 foi ampliada para R$ 50 mil

A Justiça do Rio de Janeiro decretou, nesta quarta-feira (27) a prisão preventiva de Rogério Avelino da Silva, o Rogério 157 (chefe do tráfico da Rocinha), e de outros quatro traficantes pela morte do PM Hudson Silva de Araújo, da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) da comunidade.

A decisão é do juiz Alexandre Abrahão Dias Teixeira, do 3º Tribunal do Júri da Capital, que responsabilizou o grupo pela crise de segurança na Rocinha, que se encontra sob cerco militar desde a última sexta-feira (22). Contra o traficante, há outros 12 mandados em aberto.

"O perfil violento, em especial destes denunciados, e a certeza de impunidade dos integrantes do tráfico da localidade onde ocorreram os fatos têm levado à pratica deste tipo de conduta corriqueiramente no nosso Estado. Estes acusados, liderados, pelo menos os indícios sugerem, pelo acusado de vulgo Rogerinho 157, são os responsáveis pelo atual clima de terror na comunidade da Rocinha, travando guerra sangrenta responsável pela intervenção das tropas federais no Estado", relata o juiz em sua decisão.

De acordo com a denúncia do Ministério Público do Rio de Janeiro, no dia 23 de julho, na comunidade do Vidigal (vizinha à Rocinha), os réus efetuaram disparos contra um grupo de 11 PMs que faziam patrulhamento de rotina na comunidade. No tiroteio, o PM Hudson acabou morrendo. Mais de cem policiais militares foram assassinados no Estado neste ano.
 
"Não é necessária grande construção lógica para se ver o quanto a sociedade carioca anda assombrada com a onda de violência promovida em todas as vias públicas por criminosos armados de fuzis, todos integrantes das quadrilhas de traficantes. Não se trata, peço vênias a quem entenda de forma diversa, de argumento genérico. Vejo como efetiva promoção de terror emocional no povo", afirma o magistrado em outro trecho.
 
Também tiveram a prisão decretada Ivan da Silva Martins (Ivanzinho), Alan Francisco da Silva (Bilan), Michael Ferreira de Souza (Rabicó) e Horácio Ferreira do Nascimento (Orelhinha).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos