Violência no Rio

Forças Armadas vão deixar a Rocinha nesta sexta, diz Jungmann

Do UOL, no Rio

  • Hector Retamal/AFP

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, anunciou nesta quinta-feira (28) que as Forças Armadas vão deixar a favela da Rocinha nesta sexta (29) após uma semana de cerco. "Neste momento, a Rocinha está estabilizada", afirmou em entrevista ao RJTV, da TV Globo. A informação foi confirmada ao UOL pelo ministro.

"Neste momento, já não se faz necessária a presença desses quase 1 mil homens que lá se encontram. Nós temos muitas comunidades aonde atuar", afirmou o ministro. As Forças Armadas reforçam a segurança no Estado desde o fim de julho.

Mais cedo o porta-voz do Comando Militar do Leste (CML), no Rio, coronel Roberto Itamar, já havia informado que a decisão sobre a saída estava sendo avaliada junto a outros órgãos de segurança, uma vez que a situação da favela já é considerada "normalizada". No começo da tarde desta quinta-feira, no entanto, dois jovens de 16 anos foram capturados e torturados por traficantes que suspeitaram que eles faziam parte de um grupo rival. 

Até quinta-feira à noite (28), as forças de segurança prenderam 24 suspeitos durante as ações pela favela da zona sul carioca, que tem sido palco de uma sangrenta disputa entre grupos rivais pelo controle do tráfico de drogas.

Também foram apreendidos 25 fuzis, 14 granadas e sete bombas de fabricação caseira, segundo informou a Secretaria de Estado de Segurança Pública. Outros três suspeitos foram mortos durante confrontos entre policiais e criminosos.

Ao todo, 950 militares reforçavam o patrulhamento da favela, que conta com cerca de 80 mil moradores.

Além disso, desde a última sexta-feira (22), quando tropas do Exército subiram a comunidade com tanques de guerra e outros recursos, a delegacia da Rocinha (11ª DP) já teria identificado, de acordo com a secretaria, 59 suspeitos de participação nos confrontos que ocorreram durante uma tentativa de invasão por parte de criminosos leais a Antônio Bonfim Lopes, o Nem, em 17 de setembro.

Nesta quinta (28), todas as escolas da região da Rocinha reabriram. Na quarta-feira (27), quase todas as escolas da Rocinha haviam voltado a funcionar --apenas duas permaneceram fechadas. A comunidade também não tem registrado tiroteios nos últimos dias.

Operação

Em busca de Rogério 157, os Batalhões de Ações com Cães (BACs), de Operações Especiais e de Choque da Polícia Militar vasculham as comunidades do Parque União e Nova Holanda, no Complexo da Maré, zona norte do Rio.

No Parque União, o Batalhão de Choque apreendeu uma pistola, um radiotransmissor, materiais para embalar drogas e deteve um suspeito. Depois de um confronto com criminosos, policiais localizaram uma fábrica clandestina de bebidas alcoólicas. Na Nova Holanda, policiais do BAC, com a ajuda de cães farejadores, apreenderam meia tonelada de drogas e dois fuzis.

Tanques do Exército chegaram à Rocinha na sexta-feira (22)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos