Violência no Rio

Favela na zona oeste do Rio tem tiroteio após saída das Forças Armadas

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Carl de Souza/AFP Photo

    Vila Kennedy já tinha sido palco de uma operação das Forças Armadas

    Vila Kennedy já tinha sido palco de uma operação das Forças Armadas

Criminosos trocaram tiros com a polícia na tarde desta terça-feira (27) em uma favela da zona oeste do Rio de Janeiro, onde as Forças Armadas haviam realizado operações nos últimos dias.

O tiroteio aconteceu na Vila Kennedy, que havia sido palco de operações envolvendo mais 3.000 militares e policiais na sexta-feira (23) e na segunda-feira (26).

Nesta terça-feira, policiais militares faziam patrulhamento de rotina na Praça Miami e foram abordados por bandidos. Houve troca de tiros, mas sem registro de feridos, detidos ou de apreensões.

Relatos em redes sociais dizem que esta teria sido a terceira vez em quatro dias em que ocorreriam tiroteios na região, mas o UOL não conseguiu confirmar a informação com fontes independentes.

Quando estiveram na favela Vila Kennedy, as Forças Armadas destruíram barricadas, revistaram carros e solicitaram documentos de quem entrava ou saía da região.

Com alto falantes, caminhões do Exército divulgaram um número de telefone para denúncias --em uma tentativa de contar com o apoio da população para descobrir armamentos escondidos e localizar suspeitos de pertencerem ao crime organizado.

Essa estratégia faz parte da operação de GLO (Garantia da Lei e da Ordem), que está em vigor no Rio desde julho de 2017.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos