PUBLICIDADE
Topo

Dois homens são mortos no Rio durante operação da PM na Rocinha

Marcela Lemos

Colaboração para o UOL, no Rio

21/03/2018 21h45Atualizada em 21/03/2018 23h06

Um policial militar e um morador da favela da Rocinha, no Rio de Janeiro, morreram na noite desta quarta-feira (21) após serem baleados em um confronto entre traficantes e policiais da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) local.

O PM, identificado como Mesquita, foi baleado no abdômen. Ele chegou a ser socorrido no Hospital Miguel Couto, na Gávea, mas não resistiu. Já o morador da Rocinha era o vendedor ambulante Antonio Ferreira da Silva, conhecido como Marechal.

A PM (Polícia Militar) realizou uma operação na região com apoio de policiais do batalhão de Choque e da UPP. Policiais do Bope (Batalhão de Operações Especiais) e do GAM (Grupamento Aeromóvel) também foram acionados para o local.

De acordo com moradores, o tiroteio começou às 20h30 na parte baixa da comunidade. Por volta das 21h, o túnel Zuzu Angel, que liga a lagoa Rodrigo de Freitas ao bairro de São Conrado, precisou ser interditado por questões de segurança. Segundo a corporação, o local já está liberado para trânsito.

No fim de semana, um intenso confronto na região já havia fechado vias do bairro. Comerciantes precisaram fechar as portas.

Desde de setembro do ano passado, a comunidade sofre com a disputada de facções pelo tráfico de drogas da região. 

Cotidiano