Topo

Escoramento de viaduto que desabou na marginal vai até o fim do feriadão, diz Covas

Janaina Garcia

Do UOL, em São Paulo

15/11/2018 12h07

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), afirmou nesta quinta-feira (15) que as obras de escoramento do viaduto que desabou parcialmente na marginal Pinheiros (zona oeste) durante a madrugada devem durar todo o feriadão –até o próximo dia 20, Dia da Consciência Negra.

Covas visitou o local do incidente nesta manhã e conversou com secretários e técnicos envolvidos na recuperação da obra, que cedeu em uma das vigas, pouco depois das 3h, sem deixar feridos, na pista expressa da marginal sentido rodovia Castelo Branco. A pista está interditada e sem previsão de liberação.

"Os técnicos estão analisando e ainda hoje deve começar o escoramento,  com a construção de um novo apoio para que o peso que estava sobre a viga possa ser retirado”, explicou o prefeito.

“Quando se tiver um novo apoio, é possível concluir o estudo, primeiro, das causas, e, segundo, sobre qual a obra de engenharia necessária para poder recuperar o viaduto”, completou.

O tucano estimou que a liberação da pista, ainda que parcial, é algo que só poderá ser definido a partir da finalização das obras de escoramento. Técnicos no local, no entanto, evitaram, durante toda a manhã, qualquer estimativa sobre isso.

Em entrevista coletiva no local, ao ser indagado se havia motivo de preocupação em relação a outras obras do tipo, o prefeito negou que haja o alerta.

“Não havia nenhuma indicação de possibilidade de que isso acontecesse. A prefeitura tem feito todo o trabalho possível de vistoria permanente, mas se qualquer técnico da CET constatasse irregularidades, avisaria a Secretaria de Obras e mandaríamos uma equipe. Aqui, não havia nenhuma anomalia ou sinal externo que pudesse indicar que isso aconteceria no dia de hoje”, afirmou Covas.

Ele completou: “Foi um problema pontual na viga. Agora, vai ser feito outro apoio para se deixar fazer peso nessa viga danificada.”

Ainda de acordo com o prefeito, de 185 pontos de viadutos da cidade, a administração municipal tem elencados 33 pontos que carecem de manutenção preventiva de médio e longo prazos, mas que estavam sem serviços contratados desde a gestão passada.

"No começo deste mês, o edital de contratação foi liberado pelo TCM [Tribunal de Contas do Município]; esperamos em três meses voltar a contratar para essa manutenção preventiva”, concluiu Covas.

Mais Cotidiano