Topo

Viaduto que cedeu na marginal Pinheiros corre risco de desabar, diz secretário

Do UOL, em São Paulo

16/11/2018 10h04Atualizada em 16/11/2018 23h29

O viaduto da pista expressa da marginal Pinheiros que cedeu corre risco de desabar, declarou o secretário paulistano de Infraestrutura Urbana e Obras, Vitor Aly, nesta sexta-feira (16).

"Antes que vocês [jornalistas] perguntem se piorou a situação de estabilidade do viaduto, piorou. Se existe a possibilidade de ruína? Existe”. De acordo com o secretário, o "nível de criticidade" foi elevado em função de uma movimentação verificada nesta sexta-feira.

Segundo Aly, a passagem dos trens da linha 9-esmeralda (Grajaú-Osasco) que circulam ao lado do viaduto prejudicaram a situação. "O trem estava vibrando e fazendo com que a estrutura se movimentasse”, disse Aly a jornalistas.

Por conta disso, a CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) suspendeu, às 10h desta sexta-feira, toda a circulação de trens entre as estações Pinheiros e Ceasa, da linha 9-esmeralda. A interdição afeta também as estações Villa Lobos-Jaguaré e USP-Cidade Universitária.

De acordo com a companhia, o pedido para a suspensão partiu da Prefeitura de São Paulo. A SPTrans (São Paulo Transportes) acionou a operação Paese feita por ônibus nas estações afetadas. Conforme a CPTM, não há previsão de retorno das duas estações.

O viaduto, que faz parte da via expressa da marginal Pinheiros sentido Castelo Branco, cedeu cerca de dois metros na madrugada de quinta-feira (15) na altura do parque Villa-Lobos.

Desde então, parte da via expressa foi interditada. Nesta sexta-feira, a interdição foi ampliada, o que complica o trânsito na região.

Secretário diz que viaduto pode desabar

Band News

Agora, a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) bloqueou o trânsito na pista expressa da marginal, no sentido da rodovia Castelo Branco, entre as pontes Transamérica e do Jaguaré, um trecho de cerca de 16 quilômetros de extensão.

As obras de recuperação da estrutura estão a cargo da Siurb (Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura Urbana). O trabalho de escoramento do viaduto continua, no mínimo, durante todo o feriado prolongado, que se encerra na próxima terça (20).

A CET listou caminhos alternativos para motoristas que não poderão circular pela área afetada. São eles:

Desvio micro: pista local da Marginal Pinheiros, sentido Interlagos/Castelo Branco;

Desvio médio: Av. Brigadeiro Faria Lima, Av. Pedroso de Morais, Av. Prof. Fonseca Rodrigues, Av. Dr. Gastão Vidigal, onde o motorista pode optar por seguir em frente para a Marginal Tietê sentido Rodovia Ayrton Senna ou acessar em direção à Ponte dos Remédios;

Desvio macro: Aos motoristas que estão chegando à cidade de São Paulo pelas rodovias Anchieta, dos Imigrantes, Regis Bittencourt e Raposo Tavares com a intenção de acessar a Marginal Tietê, a CET orienta a utilização do Rodoanel Gov. Mário Covas e Rodovia Pres. Castelo Branco;

Chegada do litoral pela Rodovia dos Imigrantes: seguir pela Av. Prof. Abraão de Morais, à direita na Rua Pedroso Lousano (sob Vd. Aliomar Baleeiro) sentido Complexo Viário Maria Maluf, Av. Pres. Tancredo Neves e Av. das Juntas Provisórias, onde o motorista pode optar por acessar a Av. Luiz Ignácio de Anhaia Melo e Av. Salim Farah Maluf, chegando à Marginal Tietê e rodovias. Outra opção é seguir pela Av. do Estado até a Marginal Tietê junto à Ponte das Bandeiras em direção à Rodovia Castelo Branco;

Chegada do litoral pela Rodovia Anchieta: é possível acessar à direita na Av. das Juntas Provisórias e seguir tanto pela Av. do Estado quanto pela Av. Luiz Ignácio de Anhaia Melo, conforme desvio acima.

Do extremo sul para o centro da cidade: motoristas podem seguir pela Av. Interlagos, Av. Washington Luís, Av. Moreira Guimarães, Av. Rubem Berta, Av. 23 de Maio, Túnel Anhangabaú e Av. Prestes Maia.

Viaduto que cedeu em São Paulo começa a ser escorado

Band Notí­cias

Mais Cotidiano