Topo

Barragem em Brumadinho: Preocupação é com eventuais vítimas, diz Bolsonaro

Do UOL, em São Paulo

25/01/2019 15h31Atualizada em 26/01/2019 07h02

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou nesta sexta-feira (25), por meio de sua conta no Twitter, que lamenta o rompimento de uma barragem da mineradora Vale na cidade de Brumadinho (MG) e que sua "maior preocupação" é atender eventuais vítimas desta "grave tragédia".

"Lamento o ocorrido em Brumadinho-MG. Determinei o deslocamento dos Ministros do Desenvolvimento Regional e Minas e Energia, bem como nosso Secretário Nacional de Defesa Civil para a região", escreveu o presidente. Segundo Bolsonaro, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, também está a caminho do local.

"Nossa maior preocupação neste momento é atender eventuais vítimas desta grave tragédia", completou, em uma segunda postagem.

Uma barragem de rejeitos da empresa mineradora Vale rompeu na tarde desta sexta-feira na cidade de Brumadinho, na região metropolitana, a cerca de 60 km de Belo Horizonte, em Minas Gerais. A Defesa Civil do estado e o Corpo de Bombeiros enviaram equipes ao local para avaliar a extensão do problema. Aeronaves das corporações sobrevoam a área.

Mais cedo, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, afirmou ao UOL que uma equipe da pasta, formada pela Equipe do Núcleo de Prevenção e Atendimento a Emergências Ambientais do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), está a caminho de Brumadinho.

Ainda não há informações confirmadas sobre vítimas, mas imagens de emissoras de TV mostram imóveis e veículos atingidos pelos rejeitos e o resgate de moradores. 

O governo de Minas Gerais disse em nota que uma força-tarefa do estado está no local do rompimento e que designou a formação de um gabinete estratégico de crise para acompanhar de perto as ações. De acordo com a secretaria estadual de Saúde, eventuais vítimas serão transferidas para o hospital João XXIII, em Belo Horizonte.

Em nota, a Vale confirmou o rompimento e disse que acionou um plano de atendimento a emergência. "As primeiras informações indicam que os rejeitos atingiram a área administrativa da companhia e parte da comunidade da Vila Ferteco. Ainda não há confirmação se há feridos no local", diz o texto.
 

Mais Cotidiano