Topo

Sensação térmica passa dos 50ºC em cidades de Santa Catarina

Sensação térmica foi de 53ºC em Corupá (SC) e de 52ºC em Joinville (SC)  - iStock
Sensação térmica foi de 53ºC em Corupá (SC) e de 52ºC em Joinville (SC) Imagem: iStock

Olga Bagatini

Colaboração para o UOL, em São Paulo

31/01/2019 17h23

O calor intenso que caracteriza este verão no Brasil castiga especialmente Santa Catarina. Na tarde da última quarta-feira (30), os termômetros bateram 41,1ºC Corupá, no leste do Estado. Com a umidade do ar elevada (43%), a sensação térmica chegou a 53ºC, segundo o Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina (Ciram).

Em cidades da região, a situação não foi diferente: Blumenau, Criciúma e Antônio Carlos viram os termômetros superar os 40ºC. Na capital Florianópolis, a máxima foi de 37,4ºC, com sensação de 42,1ºC. Em Joinville, a sensação térmica chegou a 52ºC e deixou a cidade em estado de atenção, principalmente com idosos e crianças, mais suscetíveis aos riscos do calor. 

Dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) também registraram altas temperaturas em Porto Alegre, onde os termômetros registraram 36,7ºC, com sensação térmica era de 42,7ºC. 

O calor também não deu trégua no Sudeste. Ainda segundo o Inmet, Tupã (SP), com 40,9ºC, Silva Jardim (RJ), com 39,7ºC e Niterói (RJ), com 39,6ºC, tiveram os dias mais quentes da região. Na cidade do Rio de Janeiro, a sensação térmica atingiu 46º C no bairro de Santa Cruz, na zona oeste, de acordo com as estações meteorológicas do Sistema Alerta Rio. 

Como se calcula a sensação térmica?

O cálculo da sensação térmica é baseado na relação entre temperatura real, velocidade do vento e umidade relativa do ar - quanto mais úmido, mais quente - no instante de registro. Não há uma fórmula definitiva, mas diversas fórmulas e tabelas que propõem cálculos. Segundo o meteorologista Marcelo Martins, outros fatores têm influência na percepção do calor na pele. 

"Dependendo de onde está o cidadão, do que ele está fazendo e como está vestido, essa sensação [de calor] pode ser maior ou menor. Pessoas com maior massa corporal tendem a sentir mais calor, por exemplo, e também depende se ela está em algum lugar com vento, ao ar livre ou com muita edificação no entorno, ou se está fazendo esforço físico", avalia Martins.

"Esse é o grande diferencial desse índice, que calcula a média, mas em que uns sofrem mais que os outros com o calor" , completa o meteorologista. 

Outras capitais que registraram grandes sensações de calor na tarde de quarta nas demais regiões do Brasil foram Teresina (37,7ºC), Belém (37,6ºC), São Luís (36,7ºC), Vitória (35,8ºC) e Campo Grande (35,4ºC). 

Mais Cotidiano