Topo

Homens achados mortos ao lado de bilhete eram os estupradores, diz vítima

Bilhete encontrado ao lado de corpos de homens que teriam estuprado estudante em Cabo Frio (RJ) - Divulgação/Polícia Civil do RJ
Bilhete encontrado ao lado de corpos de homens que teriam estuprado estudante em Cabo Frio (RJ) Imagem: Divulgação/Polícia Civil do RJ

Pauline Almeida

Colaboração para o UOL, no Rio

08/05/2019 21h40

A estudante de psicologia estuprada durante quatro horas em Cabo Frio (RJ) reconheceu dois homens encontrados mortos a tiros no último sábado (4) como seus abusadores. A confirmação veio em novo depoimento de Andreza Nascimento, 21, dado à Polícia Civil ontem.

Perto dos corpos dos suspeitos havia um bilhete com os dizeres: "Tha ai os 2 que estrupou [sic] a mulher Andresa".

Andreza foi vítima de estupro na última sexta-feira (3). O crime sexual e a a morte dos dois homens são investigados pela Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) em parceria com a 126ª Delegacia de Polícia de Cabo Frio.

Além disso, o terceiro envolvido também é procurado.

A Polícia Civil recolheu imagens de câmeras de seguranças que mostram a movimentação dos criminosos e espera que outras vítimas compareçam à delegacia para prestar depoimento e ajudar na confirmação da identidade dos autores.

Segundo o delegado da 126ª DP, Sérgio Caldas, ao ver as fotos dos mortos, inicialmente Andreza não conseguiu fazer o reconhecimento. A confirmação veio no novo depoimento, por meio de imagens de redes sociais dos suspeitos.

Andreza Nascimento usou as redes sociais para relatar estupro - Reprodução/Facebook
Andreza Nascimento usou as redes sociais para relatar estupro
Imagem: Reprodução/Facebook
Caldas também informou que os mortos não tinham antecedentes criminais e acredita que foram executados pelo tribunal do tráfico de uma facção, com os corpos desovados em seguida no território de uma gangue rival, na tentativa de dificultar a identificação dos assassinos.

A Polícia Civil já tem indícios de quem seria o terceiro envolvido no estupro e no roubo cometido contra Andreza Nascimento, ocorridos entre a noite de quinta-feira (2) e a madrugada de sexta-feira (3). Ela estava com um amigo, que foi trancado no porta-malas de um carro. Enquanto estavam com as vítimas, o trio ainda fez dois assaltos, contra um restaurante e contra pessoas na rua.

"Não sabemos se o dolo inicial era de patrimônio ou sexual. A menina aparece muito nas redes sociais, é bonita, pode ter chamado a atenção", disse o delegado.

Relato do crime nas redes sociais

No Facebook, a estudante decidiu contar as horas de terror que passou na mão dos assaltantes e abusadores. "Pensei muito em vir aqui me expor, mas sei que assim vou poder ajudar mais vítimas", escreveu.

Andreza diz que três homens a abordaram em frente à casa onde mora, na noite de quinta-feira (2), obrigando-a a entrar no veículo onde estavam. Ela afirma ter sido abusada sexualmente e ameaçada com uma arma pelos criminosos.

O caso teve grande repercussão na internet e chegaram a duvidar da história apresentada pela vítima, que teve o estupro confirmado por um exame de corpo de delito.

"Não preciso vir aqui mentir por algo tão sério algo que acontece todos os dias com as mulheres que merecem todo apoio do mundo, eu vivi isso e não desejo nem pro meu pior inimigo", explicou,

Mais Cotidiano