Topo

Motorista dá chutes e empurra idoso para impedir embarque em ônibus no Rio

Marcela Leite

Do UOL, em São Paulo

17/05/2019 17h24

Um idoso foi agredido com chutes e empurrões por um motorista de ônibus e impedido de entrar no veículo ontem, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. O caso gerou comoção e a demissão do funcionário depois de o filho da vítima, o professor Filipe Paz Teixeira, ter divulgado um vídeo do momento da agressão no Facebook.

Nas imagens, é possível ver quando o motorista da Viação União fecha a porta da frente em cima do idoso, que fica com as mãos e os pés presos, tentando abri-la. Depois, o funcionário dá chutes no homem para tirá-lo dali, mas seu sapato acaba saindo. Ele então abre a porta, empurra o idoso e pega o calçado.

"Eu fiquei estarrecido com o que aconteceu e vou cobrar das autoridades, vou cobrar a Justiça, espero que aconteça justiça, que meu pai não sofra mais este tipo de problema, esse tipo de situação vexatória, nem que aconteça com nenhum outro pai, nem com outro senhor de idade", diz Filipe.

Segundo ele, a confusão teria começado porque seu pai não paga passagem. A gratuidade no transporte público a pessoas com mais de 60 anos é garantida por lei municipal. "Ele foi agredido [...] por entrar pela frente do ônibus, fazendo-se valer do direito da gratuidade", afirma.

Apesar disso, ele diz entender o lado do funcionário. "O motorista também é trabalhador e, às vezes, ele sofre pressão por parte da empresa, mas isso não quer dizer que ele tem que agredir um idoso", afirmou.

Procurada pelo UOL, a Viação União informou que o funcionário foi demitido. Segundo a nota, a empresa "repudia totalmente a conduta do motorista citado pela reportagem" e "preza pelo atendimento digno aos passageiros".

O motorista, que teve a identidade preservada pela viação, não foi localizado pela reportagem.

Também em nota, o Setransduc (Sindicato das Empresas de Transportes Rodoviários de Duque de Caxias e Magé), que representa as empresas de ônibus da região, disse que "repudia veementemente o ato de violência praticado por um motorista contra um idoso". De acordo com o sindicato, "o que aconteceu foi um fato isolado e lamentável".

O Setransduc afirmou ainda que "vai intensificar os treinamentos sobre atendimento ao cliente com o objetivo de evitar que problemas como esse voltem a acontecer".

Mais Cotidiano