Topo

PM-SP quer comprar fuzis de sniper e 'metralhadoras do Rambo' até 2020

Metralhadoras leves de calibre 7,62, como a FN Minimi, já é usada pelas Forças Armadas - Divulgação
Metralhadoras leves de calibre 7,62, como a FN Minimi, já é usada pelas Forças Armadas Imagem: Divulgação

Lucas Borges Teixeira

Colaboração para o UOL, em São Paulo

27/06/2019 04h01

A Polícia Militar de São Paulo (PM-SP) planeja editais para comprar fuzis de uso militar e metralhadoras leves semelhantes à utilizada pelo personagem Rambo. De acordo com o órgão, os equipamentos devem ser entregues até o fim de 2020 e custarão R$ 108,9 milhões.

Segundo a pasta, as licitações, que envolvem importações, serão publicadas no Diário Oficial do Estado no início de julho.

Ao todo, serão mais de 41 mil armas:

  • 40 mil pistolas semiautomáticas
  • 1.300 fuzis de diferentes calibres, entre eles fuzis de precisão (usados por snipers, atiradores especiais)
  • 10 metralhadoras leves, de calibre 7,62 milímetros, semelhante à usada por Sylvester Stallone no filme de 1982 - Rambo: Programado para Matar

O edital também incluirá 1.000 armas de eletrochoque, 5.500 coletes à prova de balas e 500 escudos.

A expectativa é que as pistolas semiautomáticas venham do exterior - 8 mil delas ainda neste ano. Em 2017, o governo de São Paulo quebrou o monopólio da brasileira Taurus e conseguiu uma licitação internacional de compra de pistolas, da qual a austríaca Glock, até então usada apenas pela Política Federal e pela Polícia Rodoviária Federal, foi a vencedora.

As armas fazem parte do projeto de modernização do armamento da PM-SP. As mais pesadas deverão ser usadas principalmente para proteger presídios e combater ataques a carros-fortes.

Segundo a corporação, a compra foi autorizada pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) e pelo Exército Federal.

A PM afirmou ainda que neste semestre adquiriu 1.674 viaturas novas, com investimento de R$ 122,9 milhões.

Armas de poderio militar

Algumas das armas que serão adquiridas precisam de autorização militar. Metralhadoras leves de calibre 7,62, como a FN Minimi, usada pelas Forças Armadas do Brasil, podem disparar até 800 tiros por minuto e têm alcance de até 1,2 quilômetro.

Fuzis de sniper, como o M24 calibre 7.62, usado pela Brigada de Operações Especiais do Exército brasileiro, têm alcance de até 1,5 quilômetros e velocidade de saída da bala de 790 metros por segundo.

Mais Cotidiano