Topo

Vídeo mostra ação de sequestrador dentro de ônibus na Ponte Rio-Niterói

Pauline de Almeida

Colaboração para o UOL, no Rio

21/08/2019 13h53

Imagens da câmera de segurança do ônibus sequestrado ontem, na ponte Rio-Niterói, mostram os movimentos iniciais do autor do crime Willian Augusto da Silva, 20, que morreu após ser baleado por sniper da Polícia Militar. Ele aparece no vídeo com a arma de brinquedo e usa tinta spray para borrar a lente da câmera de circuito interno.

Às 5h05, Silva se levanta da poltrona em que estava na segunda fileira e vai até o motorista. Ele havia entrado no ônibus da viação Galo Branco, que faz o trajeto entre São Gonçalo e o centro do Rio, passando-se por um passageiro comum.

Usando luvas pretas, ele aborda o motorista e possivelmente anuncia o sequestro. Depois, retorna às poltronas de passageiros e começa a mostrar os objetos que levava, como a pistola de brinquedo.

Cinco minutos após a abordagem inicial ao motorista, Silva usa a lata de spray para borrar a lente da câmera de segurança, que não conseguiu mais capturar as cenas do crime. Antes disso, o motorista aparece protegendo o nariz possivelmente em razão da tinta do spray.

Morador de São Gonçalo, Willian Augusto da Silva fez 39 reféns na ponte Rio-Niterói, em uma ação que durou mais de 3 horas. Ele dizia às vítimas que não as machucaria e que "queria fazer história".

Pouco depois das 9h, Silva sai do veículo e acaba sendo atingido por um atirador de elite do Bope (Batalhão de Operações Especiais) que estava em cima de um caminhão do Corpo de Bombeiros.

Mais Cotidiano