Topo

Moradores protestam após blindado do Bope atingir casas na Cidade de Deus

Imagens captadas pela Rede Globo mostram até cinco ônibus atravessados na rua Edgard Werneck, altura da Linha Amarela, na Cidade de Deus - Reprodução/TV Globo
Imagens captadas pela Rede Globo mostram até cinco ônibus atravessados na rua Edgard Werneck, altura da Linha Amarela, na Cidade de Deus Imagem: Reprodução/TV Globo

Carolina Marins

Do UOL, em São Paulo

03/09/2019 09h02Atualizada em 03/09/2019 11h45

Moradores da comunidade Cidade de Deus, zona oeste do Rio de Janeiro, realizaram um protesto na manhã de hoje e fizeram bloqueios na rua. O protesto começou logo após um blindado da polícia atingir casas na comunidade. Os bloqueios provocaram reflexos na Linha Amarela e na região de Jacarepaguá, mas as vias já foram totalmente liberadas.

Segundo a Polícia Militar do Rio, o Batalhão de Operações Especiais (Bope) realizava uma operação na comunidade e a manifestação seria para impedir a ação.

Em nota enviada ao UOL, a PM esclareceu que os policiais do Bope foram checar informação do setor de inteligência na Cidade de Deus quando um veículo blindado ficou preso em fios elétricos. "Dois policiais desembarcaram para retirar os fios com segurança, porém ao sair daquele local, o blindado chocou-se com algumas moradias", o que teria causado os protestos.

Imagens captadas pela Rede Globo mostram alguns ônibus atravessados na rua Edgard Werneck, na altura da Linha Amarela. Segundo a emissora, os passageiros foram obrigados a descer do veículo, e moradores montaram barricadas com lixo.

"A Polícia Militar esclarece que entrará em contato com os moradores e irá ressarcir os danos provocados pela passagem do blindado", disse a polícia no comunicado.

Houve interdições na Rua Edgard Werneck, altura da Linha Amarela, e na Estrada Marechal Miguel Salazar Mendes de Moraes. "Equipes do Batalhão de Polícia de Choque (BPChq), 18ºBPM (Jacarepaguá) e de batalhões subordinados ao 2º Comando de Policiamento de Área foram deslocadas ao local."

De acordo com o Centro de Operações do Rio, as vias foram totalmente liberadas às 11h18.

Mais Cotidiano