Topo

Casal e filho são mortos com mais de 50 tiros de pistola no Paraná

Carro onde estavam 7 pessoas foi atingido por 50 tiros de pistola em Ponta Grossa - Divulgação/aRede/JM
Carro onde estavam 7 pessoas foi atingido por 50 tiros de pistola em Ponta Grossa Imagem: Divulgação/aRede/JM

Hygino Vasconcellos

Colaboração para o UIOL, em Porto Alegre

16/09/2019 18h22

Um casal e o filho de seis anos foram mortos a tiros na noite de ontem em Ponta Grossa (PR), a 116 km de Curitiba. Eles estavam dentro de um Corsa que foi atingido com mais de 50 disparos de pistola 9 milímetros. Além deles, outras três pessoas que estavam no carro ficaram feridas - uma menina de quatro anos, filha do casal; uma mulher de 26 anos; e seu filho de três anos. Já um menino de dois anos saiu ileso. A polícia acredita que o crime tenha sido premeditado.

O crime aconteceu no momento em que a família chegava a sua residência na Rua Santo Antonio, no bairro Chapada. O carro estacionou na frente da casa e Daniele Ferreira, 27, desceu do veículo para abrir o portão. Em seguida, criminosos saíram de outro carro e passaram a atirar. A outra mulher - amiga do casal - conseguiu abrir a porta do veículo e escapar com o filho de três anos. Já Robson Ferreira, 31, que conduzia o carro acabou morrendo na hora.

Conforme a Polícia Militar, cinco pessoas foram levadas para atendimento em três unidades de saúde da cidade: Hospital Regional dos Campos Gerais, Pronto Socorro e Hospital Bom Jesus. Entretanto, duas delas acabaram falecendo. Daniele morreu na ambulância enquanto o filho dela, de seis anos, chegou a dar entrada no hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

A outra mulher teve ferimentos em uma das suas mãos e já foi liberada. Já o filho dela foi atingido no tórax e segue internado. A menina de quatro anos foi alvejada em um dos braços e na cabeça. Segundo o delegado Nagib Nassif Palma, as duas crianças seguem internadas, mas não correm risco de morte. "Pela forma que foi feita, pela dinâmica, foi um acerto de contas", afirmou o delegado.

Daniele Ferreira, 27, e Robson Ferreira, 31, foram mortos a tiros; ele tinha antecedentes criminais e usava tornozeleira eletrônica - Divulgação/aRede/JM
Daniele Ferreira, 27, e Robson Ferreira, 31, foram mortos a tiros; ele tinha antecedentes criminais e usava tornozeleira eletrônica
Imagem: Divulgação/aRede/JM
Robson Ferreira havia deixado a prisão havia três meses e estava usando tornozeleira eletrônica. Segundo o delegado, o homem tem antecedentes criminais por roubo, roubo a caixa eletrônico, tráfico de drogas e associação criminosa. No carro ocupado pela família, foram encontrados R$ 2.252,00

A polícia agora busca imagens de câmeras para identificar os criminosos e o modelo do carro utilizado na ação. Por enquanto, ninguém foi preso. "A investigação ainda está embrionária", disse o delegado.

Na tarde de hoje, um carro foi encontrado incendiado na cidade e agora a polícia vai apurar se o veículo é o mesmo utilizado no crime.

Carro encontrado incendiado em Ponta Grossa; polícia investiga se ele foi usado por criminosos - Divulgação/aRede/JM
Carro encontrado incendiado em Ponta Grossa; polícia investiga se ele foi usado por criminosos
Imagem: Divulgação/aRede/JM

Mais Cotidiano