PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
7 meses
UFRB investiga aluno que se recusou a receber avaliação de professora negra

Carlos Madeiro

Colaboração para o UOL, em Maceió

10/12/2019 17h00

A UFRB (Universidade Federal do Recôncavo da Bahia) informou na tarde de hoje que está tomando "medidas administrativas e jurídicas" contra o estudante Danilo Araújo de Góis, do curso de Ciências Sociais, que foi filmado se recusando a receber uma avaliação das mãos de uma professora negra.

O ato foi filmado na noite de ontem em uma sala de aula no Centro de Artes, Humanidades e Letras, em Cachoeira e postado em redes sociais. Em poucas horas horas o vídeo visualizou e rendeu críticas a postura discriminatória do aluno.

"A instituição já criou uma comissão para apurar as denúncias encaminhadas por estudantes e professores do Centro, que informam ter presenciado reiteradas manifestações de preconceito racial, de gênero e de homofobia por parte do estudante", informou.

Em nota, a instituição baiana manifestou "veemente repúdio às atitudes ofensivas do estudante" e presta solidariedade à professora Isabel Cristina Ferreira dos Reis, alvo do ato racista.

"Como instituição de ensino superior comprometida com os valores democráticos, o respeito à diversidade e implicada com os territórios de identidade em que está presente, a UFRB rechaça todo e qualquer ato de racismo, sexismo, LGBTfobia, intolerância e/ou violência, seja no âmbito acadêmico ou no cotidiano em geral. A instituição manifesta solidariedade à professora e estudantes ofendidos no espaço da Universidade e reafirma seu compromisso em não deixar impunes atitudes desta natureza", pontua.

O UOL não conseguiu contato com o estudante filmado. A reportagem ainda aguarda um posicionamento da UFRB para saber se a professora concederá entrevista.

Cotidiano