PUBLICIDADE
Topo

Corpo de menino arrastado pela chuva e tragado por bueiro é encontrado

O menino Pablo Júlio Lima de Oliveira, de 10 anos, que morreu ao ser tragado por um bueiro - Arquivo pessoal
O menino Pablo Júlio Lima de Oliveira, de 10 anos, que morreu ao ser tragado por um bueiro Imagem: Arquivo pessoal

Eduardo Schiavoni

Colaboração para o UOL, de Orlândia

19/01/2020 19h06

O Corpo de Bombeiros encontrou, no final da manhã deste domingo, o corpo do menino Pablo Júlio Lima de Oliveira, 10 anos, que havia desaparecido após ser levado pela enxurrada e sugado por um bueiro em Orlândia, interior de São Paulo, na tarde de sábado.

O corpo foi localizado em um córrego que fica a cerca de 400 metros do local onde o menino desapareu. Ele foi reconhecido por familiares. Segundo o Corpo de Bombeiros, responsável pelas buscas, a criança foi encontrada por volta das 11h, sem vida.

O menino estava com familiares no Parque da Gruta, uma área de lazer em Orlândia, brincando com outras crianças. Chovia forte no momento do acidente e o local foi tomado por uma enxurrada.

Quando a família se preparava para deixar o local, a criança acabou se afastando e foi arrastada pelas águas, que escoavam por uma tubulação de aproximadamente 300 metros, e que desemboca em um córrego que corta o parque.

A criança estava sob os cuidados de uma tia. A família foi avisada e iniciou as buscas logo depois, chamando também o Corpo de Bombeiros. Pela manhã, o trabalho reiniciou e, três horas depois, o corpo foi encontrado.

A mãe da criança chegou a ser internada em estado de choque, ao saber do ocorrido. Ela foi liberada, mas segue sem condições de falar com a imprensa. Para Ana Lima, avó do menino, a manutenção do local poderia ter evitado a morte. "Se o bueiro fosse fechado, meu neto estaria vivo", disse. O Parque da Gruta encontra-se interditado por questões de segurança.

Amigo

Segundo relato de um dos amigos que estavam brincando com Pablo, ele foi arrastado pela enxurada depois de se desequilibrar.

Um dos garotos disse à Polícia Civil que tentou resgatar o amigo com um galho, que teria se quebrado com a força da água. Num último esforço, segurou o amigo com as mãos, mas ele se soltou e foi arrastado.

Em nota, a Prefeitura de Orlândia afirmou que irá realizar estudos para determinar mudanças nos bueiros do parque. "A Prefeitura está oferecendo, desde o ocorrido, na tarde de sábado, todo o apoio à família da vítima deste trágico acidente".

Cotidiano