PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
5 meses

Vice-presidente da União da Ilha do Governador é morto a tiros no Rio

Vice-presidente da União da Ilha do Governador é morto a tiros no Rio - Reprodução/Facebook
Vice-presidente da União da Ilha do Governador é morto a tiros no Rio Imagem: Reprodução/Facebook

Eduardo Lucizano

Do UOL, em São Paulo

06/03/2020 05h56

O advogado Marcelo Vinhaes, vice-presidente da escola de samba União da Ilha do Governador, foi morto a tiros na madrugada de hoje no Rio de Janeiro.

A Delegacia de Homicídios da Capital disse que não há informações sobre a motivação do crime ou sobre suspeitos. Vinhaes estava acompanhado de uma mulher que foi levada para o hospital. A polícia não soube informar em qual hospital ela foi atendida.

A escola divulgou nota oficial para lamentar a morte de Vinhaes. "Infelizmente a União da Ilha vem informar que o nosso vice-presidente Marcelo Vinhaes foi assassinado no início da madrugada desta sexta-feira, na esquina da Avenida Paranapuã, com a rua Pio Dutra, na Freguesia", diz a nota.

União da Ilha e Estácio de Sá foram as escolas rebaixadas para o Grupo de Acesso do Carnaval 2020 do Rio de Janeiro. Um dos sinais de que ambas as escolas não agradaram tanto os jurados é que cada uma delas recebeu apenas uma nota 10 durante a apuração das notas, no quesito Bateria.

A União da Ilha ficou em último lugar, com apenas 264,2 pontos, enquanto a Estácio somou 264,7. A escola campeã do Grupo Especial foi a Viradouro, com 269,6 pontos. A União da Ilha, que apresentou um desfile desastroso, começou mal na apuração, sendo penalizada em um décimo por ter estourado o tempo. A agremiação teve dificuldades e realizou o desfile em 71 minutos, sendo que o permitido são 70 minutos. A escola estava desde 2010 no Grupo Especial.

Cotidiano