PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus: Drones desinfetam ruas no centro de Porto Alegre

Drone despeja desinfetante em praça de Porto Alegre - WESLEY SANTOS/ESTADÃO CONTEÚDO
Drone despeja desinfetante em praça de Porto Alegre Imagem: WESLEY SANTOS/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em São Paulo

16/04/2020 18h52

A prefeitura de Porto Alegre realizou na manhã de hoje, na Praça 15 de Novembro, a segunda experiência de teste com drones para a descontaminação de áreas públicas. O voo na capital do Rio Grande do Sul teve duração de meia hora em local isolado, com o apoio de agentes da Empresa Pública de Transporte e Circulação de Porto Alegre (EPTC) e da Guarda Municipal.

O drone modelo Pelicano 2020, operado pela empresa SkyDrones, subiu carregado de dez litros de produto desinfetante desenvolvido por uma equipe do Instituto de Química da UFRGS. O líquido utilizado é similar aos desinfetantes domésticos, como a água sanitária.

De acordo com Paulo Ardenghi, diretor de Inovação da prefeitura de Porto Alegre, o objetivo é preparar a cidade para utilizar essa tecnologia caso o município registre agravamento do surto epidêmico.

"Entre as vantagens de utilização do equipamento, estão o custo e o baixo risco ao operador, que pilota o drone à distância", disse. Cada voo do drone dura cerca de 15 minutos e cobre uma área estimada em um hectare.

A professora Nadya Pesce da Silveira, coordenadora da pesquisa sobre o produto desinfetante, explica que os estudos para chegar à fórmula utilizada na pulverização foram conduzidos de acordo com a experiência de protocolos chineses.

"Precisávamos de um desinfetante de ação rápida e que não emitisse resíduos tóxicos no ar. Então chegamos ao produto que testamos neste voo, com ação estimada de um minuto, alto poder de desinfecção e dispersão segura para o ser humano, animais e meio ambiente", afirmou.

Coronavírus