PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
11 meses

Palmas cria comitê com líderes cristãos para consulta de políticas públicas

Na última terça-feira (9), Cinthia recebeu líderes religiosos em seu gabinete - Edu Fortes/Prefeitura de Palmas
Na última terça-feira (9), Cinthia recebeu líderes religiosos em seu gabinete Imagem: Edu Fortes/Prefeitura de Palmas

Do UOL, em São Paulo

11/06/2020 10h13

A prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro (PSDB), anunciou ontem a criação do Comitê Municipal de Igrejas Cristãs (Comic) por meio de um decreto publicado no Diário Oficial do Município (DOM).

O comitê será vinculado ao gabinete da prefeita e "deve ser consultado nas questões relacionadas às políticas públicas de educação, de saúde, de habitação, de regularização fundiária e sociais, inclusive ao orçamento", de acordo com o decreto.

Seis membros de igrejas evangélicas e católicas de Palmas irão compor o comitê

  • Pastor Amarildo Martins da Silva (Igreja Evangélica Assembleia de Deus Campo Nação Madureira)
  • Dom Pedro Brito Guimarães (Arcebispo Metropolitano de Palmas)
  • Presbítero Gilberto Ferreira Santos (Igreja Presbiteriana do Brasil)
  • Pastor José Suimar Caetano Ferreira (2ª Igreja Evangélica Assembleia de Deus Ministério da Missão em Tocantins)
  • Padre Eduardo Augusto Zanom (Catedral Divino Espírito Santo)
  • Pastor Genival Gomes de Lima (Igreja Evangélica Assembleia de Deus Ciadseta Taquaralto)

Os líderes religiosos terão mandato de um ano e se encontrarão duas vezes por mês para reuniões.

O decreto ainda diz que "o fornecimento de informações, dados e documentos necessários ao desenvolvimento das atividades do Comic deve ser considerado como prioridade pelos órgãos e entidades municipais".

Um dia antes da publicação do decreto, na terça-feira (9), Cinthia recebeu sete líderes religiosos em seu gabinete "para discutir temas relacionados às políticas públicas de interesse comum", segundo nota publicada no site da prefeitura.

De acordo com a Prefeitura de Palmas, a reunião definiu a criação do comitê e a liberação regulamentada de cultos religiosos em templos na cidade, que estavam suspensos devido à pandemia do novo coronavírus.

Entre os presentes na reunião de terça, apenas o Apóstolo Bené, da Igreja de Cristo, não integrará a comitê. Já o decreto sobre a liberação de cultos também foi publicado ontem no DOM.

Cotidiano