PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
2 meses
Mãe morre após filho embriagado furar blitz no Amapá e bater o carro

Mãe do suspeito ficou presa às ferragens após colisão com outro veículo - Divulgação/PM Amapá
Mãe do suspeito ficou presa às ferragens após colisão com outro veículo Imagem: Divulgação/PM Amapá

Abinoan Santiago

Colaboração para o UOL, em Ponta Grossa

10/08/2020 16h57

Uma mulher de 46 anos morreu ontem à noite no Hospital de Emergência (HE) de Macapá após o filho dela, de 20, colidir com outro veículo enquanto fugia de uma barreira da Polícia Militar (PM) e da Guarda Municipal. O jovem estava embriagado e não possuía Carteira Nacional de Habilitação (CNH), diz a investigação.

De acordo com o Batalhão de Trânsito da PM, o filho da vítima confessou que não quis parar na blitz por medo do flagrante da direção sob efeito de bebida alcoólica. Também estavam no carro a esposa dele e os filhos gêmeos, de 9 meses. Eles sofreram ferimentos leves e passam bem.

Ao ver as viaturas, o motorista desobedeceu a ordem de parar na blitz e fugiu em alta velocidade. A Guarda Municipal o perseguiu por cerca de dois quilômetros pelo centro de Macapá. A fuga terminou somente quando o jovem - que conduzia uma caminhonete - bateu em um carro dirigido por um motorista de aplicativo.

A mãe do jovem que fugiu da blitz, identificada pela PM como Clébia Monteiro Sena, ficou presa às ferragens após a colisão. Ela foi levada em estado grave ao HE de Macapá, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

"Antes de passar pela blitz, este rapaz empreendeu fuga em alta velocidade com a sua própria família dentro do carro. Ele percorreu vários cruzamentos, não parando mesmo com os sinais sonoros da Guarda Municipal. Em um desses, bem movimentado, ultrapassou o sinal vermelho. Na pista contrária, um carro que fazia transporte de aplicativo se envolveu no acidente. A mãe dele ficou nas ferragens e toda a família foi levada ao hospital, sendo que a mãe faleceu", descreveu o tenente Richardson Santiago.

O veículo de transporte por aplicativo seguia com três adultos e duas crianças, de um e 11 anos. Todos estavam com cinto de segurança e não sofreram ferimentos.

Carro fica destruído após colidir com outro veículo que estava fugindo da PM - Divulgação/PM Amapá - Divulgação/PM Amapá
Carro fica destruído após colidir com outro veículo que estava fugindo da PM
Imagem: Divulgação/PM Amapá

Durante a ocorrência, o motorista da caminhonete confessou a ingestão de bebida alcoólica. O teste realizado pelas autoridades confirmou a embriaguez. O jovem estava custodiado no hospital até o fim da manhã de hoje e ainda deverá passar por audiência de custódia, segundo a PM. Os demais também já receberam alta.

"Ele conversou e disse que ficou com medo por ter ingerido bebida alcoólica e por não ter a CNH", contou o tenente Santiago.

O motorista que causou o acidente responderá por conduzir veículo sem habilitação, sob influência de álcool, direção perigosa e transporte irregular de crianças.

Cotidiano