PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Jovem está em estado grave após ser achada desacordada; caso gera campanha

Adolescente foi encontrada desacordada, e exames iniciais negaram que ela tenha sido estuprada - iStock
Adolescente foi encontrada desacordada, e exames iniciais negaram que ela tenha sido estuprada Imagem: iStock

Marcela Lemos

Colaboração para o UOL, no Rio de Janeiro

14/08/2020 12h47Atualizada em 14/08/2020 12h54

Uma adolescente está internada em estado grave após ser encontrada desacordada próxima à estação de trem de Comendador Soares, em Nova Iguaçu (RJ). A Polícia Civil investiga se a jovem foi agredida ao resistir a uma tentativa de violência sexual, que não se consumou de acordo com resultados de exames realizados.

O caso ocorreu na última terça-feira (11) e provocou uma mobilização no Twitter em apoio à jovem entre a noite de ontem e a manhã de hoje.

A vítima foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros às 7h de quarta-feira (12), um dia após as agressões. Ela foi encaminhada para o Hospital Geral de Nova Iguaçu, onde deu entrada com ferimentos na cabeça e diagnóstico de traumatismo craniano. No local, ela recebeu tratamento profilático usado em casos de estupro. No entanto, exames não confirmaram a violência.

Segundo o hospital, até ontem, o estado de saúde da adolescente era considerado grave, porém estável. A paciente foi submetida a exames de raio-x e tomografia e está sendo acompanhada pela equipe de neurocirurgia, ginecologia e clínica médica da unidade. Hoje, o hospital informou que, a pedido da família, não vai mais atualizar o estado de saúde da vítima.

Uma hashtag em apoio à adolescente ficou entre os assuntos mais comentados ontem à tarde no Twitter e a Polícia Civil informou através de nota que "a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) realiza diligências e busca imagens de câmeras que possam revelar a identidade dos agressores".

Cotidiano