PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
2 meses

Mulher leva cobra para passear no Centro de Belo Horizonte; assista

Cobra aproveita grama de um canteiro entre as as ruas Rio de Janeiro e dos Tupis - Reprodução/Instagram
Cobra aproveita grama de um canteiro entre as as ruas Rio de Janeiro e dos Tupis Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

15/09/2020 13h41

Uma mulher foi filmada passeando com uma cobra no Centro de Belo Horizonte. Em um vídeo publicado ontem no Instagram, é possível ver ela colocando a cobra em um pedaço de grama de um canteiro que fica entre as ruas Rio de Janeiro e dos Tupis.

Em menos de um dia, a postagem acumulou mais de mil comentários e os usuários da rede social começaram a compartilhar relatos de outros passeios que a mesma mulher faz com suas cobras pela capital mineira. Em um dos comentários, um perfil atribuído à própria dona das cobras entrou na conversa.

Nele, é possível confirmar o relato de algumas pessoas, de que a mulher não só leva a cobra para passear na grama de canteiros e áreas abertas da cidade, como também carrega os animais dentro de um carrinho de bebê às vezes.

Uma publicação compartilhada por BH é Meu País (@bhemeupais) em

"Essa mulher sempre anda com essa cobra num carrinho de bebê. Uma vez fui atravessar a rua e de repente dei de cara com essa cobra. Diz ela que não morde, mas o bicho nunca morde o dono mesmo, não?", comentou uma pessoa.

"Essa senhora é muito gente boa! Ela leva os bebês para passear também, uai!", brincou outra.

A fama da mulher é tão grande em Belo Horizonte que teve até quem defendesse que ela é uma criadora regularizada de cobras, com a documentação em dia de todos os seus animais.

"Ela anda com toda a documentação das bichinhas", escreveu uma pessoa nos comentários do vídeo.

Mas, claro, logo a conversa nos comentários foi para o medo comum dos répteis.

"Jesus amado! Eu caio para trás se estou andando pelo centro e vejo uma cobra desse tamanho", escreveu uma pessoa, fazendo coro com várias outras que compartilharam seu medo de cobras.

Cotidiano