PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
2 meses
Governo cria força-tarefa para identificar corpos do acidente de Taguaí

Do UOL, em São Paulo*

25/11/2020 12h42Atualizada em 25/11/2020 20h29

A Secretaria de Comunicação do Governo de São Paulo informou ao UOL que montou uma força-tarefa para identificar e liberar os corpos das vítimas do acidente entre um ônibus e um caminhão que aconteceu na manhã de hoje, em Taguaí, interior de São Paulo. Ao todo, 41 pessoas morreram — ao menos 40 delas de Itaí — e 12 ficaram feridas.

A SSP (Secretaria da Segurança Pública) acionou os IMLs (Institutos Médico Legal) das cidades Avaré, Botucatu e Itapetininga, para "atender ao grande número de óbitos o mais rápido possível". Segundo informações do Corpo de Bombeiros à CNN, os corpos das vítimas foram retirados do local em caminhões frigoríficos e encaminhados ao IML.

Além disso, o Governo de São Paulo mobilizou equipes e hospitais das regiões próximas para atender às vítimas, com apoio da Secretaria de Estado da Saúde que também está direcionando os pacientes até unidades de saúde de referência.

Jean Gorinchteyn, secretário de Estado da Saúde, também está no local junto com outros secretários da pasta.

"Os 12 sobreviventes foram levados inicialmente a hospitais de Fartura, Taguaí e Taquarituba. [No entanto], já foi viabilizada transferência de outros cinco pacientes para serviços mais complexos, sendo dois para o Hospital de Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu e outros três para a Santa Casa de Avaré. O HC de Botucatu acolheu um homem de 26 anos e uma mulher ainda sem identificação, ambos com intubação e quadro grave. A equipe especializada de Trauma está preparada, assim como a UTI e o centro cirúrgico."

Um helicóptero Águia da base de Campinas também foi solicitado para ajudar nos trabalhos, assim como a presença das polícia Civil e Militar no local. Também foi solicitada a perícia para a região e as vítimas sobreviventes estão sendo socorridas a hospitais das proximidades.

A ocorrência segue em andamento.

mapa - Arte/UOL - Arte/UOL
Mapa mostra localização onde ônibus e caminhão bateram, com mais de 40 mortes
Imagem: Arte/UOL

Doação de sangue para as vítimas

A secretaria ainda pede que a população doe sangue no Hemocentro de Botucatu para "reforçar os estoques dos serviços de saúde, que devem receber as vítimas do acidente". O abastecimento do local está em estado crítico e qualquer tipo de sangue é aceito para ajudar os pacientes.

O Hemocentro de Botucatu recebe doadores com agendamento marcado, forma usada para evitar aglomerações e garantir a segurança de todos os doares em meio à pandemia do novo coronavírus.

O Hemocentro de Botucatu funciona de segunda à sexta, das 8h às 16h30 e, aos sábados, das 7h às 12h. Para o agendamento, o Hemocentro disponibiliza aos doadores o telefone (14) 3811-6041 (ramal 240) e os WhatsApps (14) 99624-7055 e (14) 99631-5650.

Acidente

Um acidente entre um ônibus e um caminhão provocou ao menos 41 mortes e deixou mais dezenas de feridos na manhã de hoje. O Corpo de Bombeiros de Piraju disse ao UOL que recebeu o primeiro chamado para atender a ocorrência às 6h45 da manhã. A batida aconteceu na Rodovia Alfredo de Oliveira Carvalho, entre Taguaí e Taquarituba, na região de Avaré, no interior de São Paulo.

De acordo com informações do governo estadual de São Paulo junto à Polícia Rodoviária, o número, que inicialmente era divulgado como sendo de cerca de 20 vítimas, chegou a 41 óbitos no fim da manhã de hoje.

Segundo a Polícia Militar, o acidente ocorreu no km 172 da rodovia, em Taguaí, e o ônibus levava 53 pessoas, que eram funcionárias de uma empresa têxtil, para o trabalho.

A Polícia Militar trata o acidente como o maior do ano, de acordo com o tenente Alexandre Guedes. "É a maior ocorrência de acidente com vítimas nas rodovias neste ano. Não há mais sobreviventes no local. Todos os sobreviventes foram socorridos", disse ele, à GloboNews. Segundo ele, a primeira hipótese é de que uma ultrapassagem poderia ter causado o acidente, mas as investigações ainda estão em estágio inicial.

Governador de SP lamenta mortes

O Governador de São Paulo, João Doria (PSDB), declarou solidariedade aos familiares das vítimas no acidente.

"Minha solidariedade aos familiares e amigos das vítimas do grave acidente que ocorreu nesta manhã em Taguaí, interior de SP. Até o momento, 40 mortos confirmados nessa tragédia. Muito triste", escreveu o governador no Twitter.

*Com informações de Beatriz Gomes, Douglas Porto, Maurício Dehò e Felipe Munhoz, para o UOL, em São Paulo, e Colaboração para o UOL, em Lençóis (BA)

Cotidiano