PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Homem causa acidente, cheira cocaína na frente da polícia e é detido no PI

Acidente no Piauí deixa cinco feridos; um dos motoristas é detido - Divulgação/PRF-PI
Acidente no Piauí deixa cinco feridos; um dos motoristas é detido Imagem: Divulgação/PRF-PI

Aliny Gama

Colaboração para o UOL, em Recife

30/11/2020 18h34

Um homem de 29 anos foi preso pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) após causar um acidente na BR-343, em Teresina, ferindo cinco pessoas, sendo três em estado grave, na tarde de ontem. Ele ainda foi flagrado pelos agentes federais cheirando cocaína após a colisão.

O homem foi preso em flagrante pelos crimes de lesão corporal culposa em direção de veículo automotor e por conduzir veículo automotor com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool ou de outra substância psicoativa que determine dependência.

O condutor do veículo, segundo a PRF, estava em condições alteradas quando a equipe chegou ao local do acidente, que suspeitou que ele estivesse sob efeito de drogas. A PRF informou que, durante os procedimentos, os policiais encontraram uma porção de cocaína dentro do veículo e o homem também ingeriu a droga na frente deles.

"Apesar do teste de alcoolemia ter indicado negativo para consumo de álcool, o condutor apresentava indícios de consumo de cocaína. Os policiais encontraram com o condutor uma porção da droga que chegou a ser inalada pelo homem na frente dos policiais", informou a PRF-PI.

O veículo conduzido pelo homem de 29 anos, um Vectra SD Expression, de cor prata, colidiu frontalmente com um Fiat Palio, onde estavam cinco pessoas. O impacto da colisão frontal foi tão forte que o Fiat Palio foi arrastado para o outro lado da pista, saindo da rodovia.

Todos os ocupantes do Fiat Palio se feriram, sendo três em estado grave. Eles foram socorridos pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e enviados para o HUT (Hospital de Urgência de Teresina). Duas vítimas receberam alta ainda ontem.

Após ser preso pelos Policiais Rodoviários Federais, o homem foi levado para a Central de Flagrantes de Teresina para os procedimentos legais. Durante a prisão, o homem não apresentou advogado. O UOL tentou localizar a defesa dele, na tarde de hoje, mas não conseguiu.

Como os crimes pelos quais ele responderá são afiançáveis, o homem foi liberado na madrugada de hoje. A Polícia Civil não informou o valor arbitrado da fiança que foi pago pelo preso para ele responder na Justiça em liberdade.

Cotidiano