PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
4 meses

Mulher morre após ser atingida por onda no litoral de SP; irmão é resgatado

Wagner Rodrigo dos Santos foi resgatado após ser arrastado por onda na praia de Itaquitanduva, em São Vicente (SP) - GBMar/Divulgação
Wagner Rodrigo dos Santos foi resgatado após ser arrastado por onda na praia de Itaquitanduva, em São Vicente (SP) Imagem: GBMar/Divulgação

Ed Rodrigues

Colaboração para o UOL, no Recife

08/02/2021 12h51

Uma mulher morreu ao ser atingida por uma onda na praia de Itaquitanduva, em São Vicente, litoral paulista. No mesmo acidente, o irmão dela ficou ferido.

Jussara Caetano, 53 anos, e Wagner Rodrigo dos Santos, 39, foram ao local recolher mariscos na tarde do último sábado (6) e foram surpreendidos pela força do mar. Jussara escorregou das pedras após ser atingida e caiu na água. O corpo dela foi encontrado por equipes dos Bombeiros no dia seguinte. Já Wagner, que teve várias escoriações, foi socorrido na Santa Casa de Santos e teve alta médica ontem.

O litoral estava sob forte ressaca no fim de semana, o que teria provocado as ondas. O trecho onde os irmãos estavam, segundo o Corpo de Bombeiros, não é habitado. No entanto, banhistas que passavam a tarde por lá ajudaram a segurar Wagner e acionaram o resgate.

Procurado, o Corpo de Bombeiros contou que recebeu o pedido de socorro via 193. "Uma solicitação informava ao GBMar (Grupamento de Bombeiros Marítimo) que estava ocorrendo um afogamento na praia de Itaquitanduva, em São Vicente. A mulher foi arrastada pela onda e desaparecida nas águas. A vítima do sexo masculino, que ficou nas pedras, foi retirada com ajuda de sobrinhos e com apoio do Bote de Salvamento Inflável do GBMar", disse a corporação.

O resgate precisou acionar o helicóptero Águia da Polícia Militar. "Após verificação na vítima, foi constatado fratura no úmero e uma grande escoriação na perna direita e outras inúmeras pelo corpo", acrescentou a corporação em nota.

O tenente Hélicon Souza participou do resgate e contou como foi a ação. "Nos deslocamos com a moto aquática e, ao chegar no local, visualizamos pessoas acenando em uma costeira. A praia estava só a bancada de pedra. Então, tivermos que deixar a embarcação fora e seguir nadando", contou.

"Encontramos a vítima com a fratura no braço direito e várias escoriações pelo corpo. Solicitamos apoio ao Águia", continuou.

O tenente explicou que o resgate teve alto grau de complexidade por não ter área de fácil pouso. "O Águia só pôde pousar mais acima. Tivemos que levar a vítima mais acima para poder embarcar", ressaltou.

As buscas por Jussara Caetano continuaram ontem. O corpo dela foi encontrado por volta das 13h. Segundo os Bombeiros, familiares acompanharam o trabalho e reconheceram a vítima.

O UOL entrou em contato com Santa Casa de Santos para obter informações sobre os procedimentos aos quais Wagner foi submetido e como está a recuperação dele.

Em nota, a unidade de saúde disse que a vítima foi atendida por uma equipe multiprofissional no sábado (6), e que teve alta hospitalar no dia seguinte.

"Informamos também que não temos autorização para prestar informações sobre o estado de saúde de pacientes", concluiu o comunicado.

Operações

Segundo o Corpo de Bombeiros, somente nestes primeiros dias de fevereiro, nove pessoas morreram afogadas na mesma região. A corporação destacou que 139 pessoas foram salvas no mesmo período.

O grupamento marítimo retirou 19.183 pessoas de locais de risco neste início de ano, com 974 salvamentos, acrescentou o CB.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que foi registrado, o úmero é um osso dos braços, e não das pernas. A informação foi corrigida.

Cotidiano