PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
6 meses

Cãozinho ferido busca ajuda sozinho e é atendido em clínica veterinária

Anderson Santana

Colaboração para o UOL, em João Pessoa

09/03/2021 21h27Atualizada em 10/03/2021 10h50

A independência de um cachorro ganhou a atenção dos moradores de uma cidade no Ceará. Ferido, o animal procurou sozinho uma clínica veterinária de Juazeiro do Norte, a 507 km da capital Fortaleza, para receber "voluntariamente" o atendimento profissional que precisava.

A médica veterinária Dayse Ferreira tinha acabado de atender ao pet de uma cliente quando viu o cachorro na porta da sua clínica, mancando. Quando a profissional fez um sinal para que ele entrasse na loja, o cãozinho machucado não mostrou nenhuma desconfiança e prontamente atendeu ao pedido.

O caso ocorreu no último sábado (6), às 8h37 da manhã, mas ganhou repercussão nas redes sociais apenas no início desta semana.

"Esse cachorrinho veio mancando da patinha, puxando sem conseguir encostar no chão por completo. Por duas vezes ele colocou a patinha da frente como se quisesse mostrar. De imediato, ela foi lá verificar o que era aquilo que ele tinha. O mais engraçado é que ela mandou ele entrar quando estava na porta e ele veio. Quando ele levantou a pata, Dayse viu uma mancha de sangue no chão, então percebeu que era mais alguma coisa, não só a pata", detalhou Aparecido Ricardo, marido da veterinária, que também presenciou o ocorrido.

Após uma avaliação inicial, a profissional diagnosticou um tumor no animal, que aparentava viver na rua.

"Ele me apresentou uma patinha com uma unha encravada no coxim, causando muita dor. Após ser cortada, ele foi medicado e não sente mais dor. Na avaliação clínica, foi verificado tumor venéreo transmissível, muito comum em animais de rua, mas tratável através de quimioterapia", esclareceu Dayse.

O cãozinho também apresentava uma infestação de carrapatos, que já está sendo tratada para evitar outras doenças. Ele vai passar as próximas sete semanas realizando tratamento quimioterápico para se recuperar plenamente.

O vídeo do atendimento inusitado, capturado pelas câmeras de segurança da clínica, ganhou repercussão nas redes sociais e comoveu muitas pessoas. Aparecido relatou ao UOL que está recebendo ligações de várias regiões para adotar o cãozinho e oferecer um lar.

"Estamos recebendo muitas ligações, mas estamos avaliando cada um para saber direitinho e assim ele ter uma boa família. Às vezes a pessoa quer adotar na emoção, muita gente quando adota ou compra um cachorrinho acha que é só a fofura, mas existem muitos cuidados", defendeu.

Aparecido ainda deixou claro que o hábito de cuidar e tratar de animais de rua é cotidiano para ele e a mulher, que buscam ajudar os bichos abandonados nas vias da cidade cearense.

"Os outros que a gente cuida e trata, são feitas as castrações para não aumentar o número de animais nas ruas e diminuir o sofrimento dos bichinhos", concluiu.

Cotidiano