PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
15 dias

Barco com aglomeração de 800 pessoas é impedido de sair de porto em Manaus

Embarcação Anna Karoline II tinha aglomeração de 800 pessoas e foi impedida de sair do Porto de Manaus - SSP/AM
Embarcação Anna Karoline II tinha aglomeração de 800 pessoas e foi impedida de sair do Porto de Manaus Imagem: SSP/AM

Bruna Chagas

Colaboração para o UOL, em Manaus

18/04/2021 14h16

Um barco de passeio com aproximadamente 800 pessoas foi impedido hoje de começar a viagem após apresentar superlotação, no Porto da Balsa Amarela, na zona sul de Manaus.

Fiscais da Arsepam (Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados e Contratados do Estado do Amazon), da FVS (Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas) e da Central Integrada de Fiscalização (CIF) estiveram no local para realizar a vistoria na embarcação, após uma denúncia protocolada no site da SSP (Secretaria da Segurança Pública).

Ao todo dentro do barco Anna Karoline II estavam 450 pessoas e mais ou menos outras 350 esperando a vez para entrar para uma festa que seria realizada na embarcação.

"Visivelmente a embarcação está lotada, além de haver passageiros do lado de fora querendo entrar no barco. Eles não estão seguindo o decreto que deveria ter apenas 50% dos passageiros", disse o presidente da Arsepam, João Rufino.

O passeio tinha como rota visitar comunidades ribeirinhas próximas à Manaus e como destino final a Praia do Tupé. A FVS-AM informou que os ingressos para a viagem foram anunciados através de grupo de mensagens e nas redes sociais.

manaus - SSP/AM - SSP/AM
Aglomeração e passageiros sem máscara em embarcação no porto de Manaus
Imagem: SSP/AM

O diretor da Arsepam, João Rufino, contou ainda que os passageiros foram orientados a fazer um boletim de ocorrência na Delegacia Geral.

O registro se dá por conta do número de pessoas que estavam na embarcação, que pagaram pelo passeio, e não puderam seguir viagem devido à aglomeração e o não cumprimento das medidas de segurança para conter o avanço da covid-19 em Manaus.

Os organizadores do passeio foram conduzidos à Delegacia Geral para prestar esclarecimentos.

Cotidiano