PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
15 dias

Incêndio em cadeia dentro de terra indígena deixa quatro mortos no RS

Incêndio ocorreu em um galpão que funcionava como cadeia na Terra Indígena da Serrinha, no Rio Grande do Sul - Divulgação / IGP-RS
Incêndio ocorreu em um galpão que funcionava como cadeia na Terra Indígena da Serrinha, no Rio Grande do Sul Imagem: Divulgação / IGP-RS

Do UOL, em São Paulo

21/04/2021 14h01Atualizada em 21/04/2021 14h42

Quatro pessoas morreram em um incêndio dentro de uma cadeia localizada na Terra Indígena da Serrinha, no município de Ronda Alta, no norte do Rio Grande do Sul. Entre as vítimas estão três homens e uma mulher com idades entre 21 e 25 anos. O caso ocorreu na madrugada de hoje.

De acordo com o delegado Leandro Antunes, responsável pelo caso, o grupo estava em uma residência bebendo, o que perturbou os vizinhos. A liderança indígena foi acionada e cinco jovens foram detidos em uma prisão localizada dentro da Serrinha.

Como é do costume deles, nestes casos eles prendem e deixam algumas horas na cadeia, o que de fato ocorreu. Quando iniciou o incêndio, um dos presos conseguiu sair e os outros quatro não. Leandro Antunes, delegado responsável pelo caso

A perícia criminal do IGP (Instituto-Geral de Perícias) esteve no local e informou que o fogo atingiu um galpão que funcionava como cadeia. O laudo com as causas do incêndio deve ser concluído em 30 dias.

"Estamos verificando a causa do incêndio para fazer o enquadramento das mortes, se foi homicídio culposo ou doloso", esclareceu o delegado Leandro Antunes.

O delegado esclareceu que a prisão dos indígenas em reservas é legítima e prevista em lei. "Faz parte da cultura indígena essas cadeias disciplinares, inclusive está prevista no Estatuto do Índio, artigo 57".

Cotidiano