PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Polícia mata suspeito em São Paulo, e manifestantes queimam ônibus

Ônibus foi quebrado e depois queimado por moradores locais - Reprodução/ Bandeirantes
Ônibus foi quebrado e depois queimado por moradores locais Imagem: Reprodução/ Bandeirantes

Colaboração para o UOL

14/05/2021 20h03Atualizada em 15/05/2021 09h20

Um conflito na avenida Guido Caloi, na Zona Sul da capital de São Paulo, deixou uma pessoa morta, feriu um policial e gerou manifestações da comunidade local.

O problema começou quando policiais civis da Deic (Delegacia Especializada de Investigações Criminais) de São Bernardo do Campo foram realizar uma intimação na região. Eles se depararam com dois indivíduos em uma viela. Um deles apontou uma arma e foi morto. Depois os policiais descobriram que a arma, na verdade, era um simulacro de pistola.

A morte gerou revolta de dezenas de pessoas, que fecharam uma avenida e incendiaram um ônibus para chamar atenção e protestar.

A Polícia Militar prendeu três suspeitos que estavam com coquetel molotov e dispersou o grupo. Durante esta ação, um policial foi ferido com uma pedrada, mas conseguiu ser socorrido.

O policiamento será mantido no local para controlar a situação. O caso foi encaminhado ao 92º Distrito Policial (Parque Santo Antônio) e ao DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa).

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado em versão anterior deste texto, a ocorrência se deu na avenida Guido Caloi, e não na região do Parque Santo Antônio, onde apenas fica o Distrito Policial em que o caso foi registrado. O texto já foi corrigido.

Cotidiano