PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Estudante que acusou jovem negro de roubo foi demitido da loja da mãe

Mariana Spinelli e Tomás Oliveira, casal que acusou no Leblon, bairro nobre do Rio, o instrutor de surfe Matheus Ribeiro de roubar uma bicicleta elétrica que pertence a ele - Imagem: Divulgação
Mariana Spinelli e Tomás Oliveira, casal que acusou no Leblon, bairro nobre do Rio, o instrutor de surfe Matheus Ribeiro de roubar uma bicicleta elétrica que pertence a ele Imagem: Imagem: Divulgação

Daniele Dutra

Colaboração para o UOL, do Rio

16/06/2021 17h20

Após acusar o instrutor de surfe, Matheus Ribeiro, de roubar a bicicleta elétrica de sua namorada Mariana Spinelli, no último sábado (12) no Leblon, Tomás Oliveira, estudante de 22 anos, foi demitido da Papel Craft da Gávea, zona sul do Rio. A decisão foi comunicada por meio do perfil no Instagram da rede de papelarias, que pertence à empresária Maria Eliza Araújo. Conhecida como Malica Araújo, ela é mãe de Oliveira.

Após telefonar e enviar e-mails solicitando um posicionamento da Papel Craft e não receber respostas, a reportagem procurou ontem a loja do Shopping da Gávea e questionou se encontraria o rapaz na unidade. "Tomás Oliveira não faz mais parte do quadro de funcionários", informou a gerência da unidade. Antes, ele trabalhava como designer no escritório em Botafogo.

A marca do segmento de papelaria existe desde 1994 e tem 12 lojas próprias espalhadas pelo Brasil. O UOL procurou a marca novamente que, por meio de sua assessoria de imprensa, informou que não se manifestaria sobre o ocorrido. Nas redes sociais, as pessoas estão cobrando por respostas e um posicionamento oficial da Papel Craft.

Estudante de design, Oliveira apagou seus perfis em redes sociais após o ocorrido. Em fotos de julho de 2018 que podem ser vistas na internet, ele aparece no evento de lançamento de uma marca parceira da mãe, em um coquetel para amigos e clientes na loja da Gávea, zona sul do Rio. Uma pessoa próxima aos dois, que não quis se identificar, confirmou o grau de parentesco entre eles. O UOL tentou contato com Oliveira através da assessoria da Papel Craft, mas não obteve retorno.

Tomás Oliveira será intimado pela 14ª DP, Leblon, nos próximos dias para prestar explicações sobre o caso. Mariana Spinelli, professora de dança de 26 anos, já foi intimada pessoalmente, segundo a delegada Natacha Alves. Matheus Ribeiro, que foi acusado injustamente de roubo, foi ontem até a delegacia prestar testemunho sobre o caso.

Relembre o caso

No último sábado (12), o instrutor de surfe Matheus Ribeiro, que é negro e tem 22, aguardava a namorada na porta do Shopping Leblon, zona sul do Rio, com sua bicicleta elétrica, comprada há quatro meses por R$ 4.500. Um casal de jovens brancos abordou Ribeiro e o acusou de roubo. No vídeo feito pelo instrutor, é possível ver Tomás Oliveira tentando abrir o cadeado da bicicleta de Matheus e pedindo desculpas logo em seguida, após perceber que a bicicleta não era de Mariana Spinelli.

Ribeiro fez um desabafo nas redes sociais que foi compartilhado em diversas páginas ativistas. Só em seu perfil, o vídeo já possui mais de 156 mil visualizações. Ele atribuiu a abordagem ao fato de ser negro e classifica o caso como racismo.

Cotidiano