PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Polícia vai intimar casal que acusou jovem negro de ter roubado bicicleta

Daniele Dutra

Colaboração para o UOL, do Rio

15/06/2021 14h58

A Polícia Civil vai intimar ainda nesta terça-feira (15) a mulher e o homem que acusaram o instrutor de surfe Matheus Ribeiro, de 22 anos, de roubar uma bicicleta elétrica, adquirida pelo jovem por cerca de R$ 4.500. O casal será chamado a prestar esclarecimentos na 14ª DP, localizada no Leblon, bairro onde o evento ocorreu no último sábado (12).

Os dois aparecem no vídeo abordando o jovem. Em certo momento, o rapaz tenta abrir a tranca da bicicleta elétrica de Ribeiro. Sem sucesso, se afasta. Ontem à tarde, o instrutor de surfe fez um boletim de ocorrência.

Responsável pelo caso, a delegada Natacha Alves contou ao UOL, que vai "intimar as partes ainda hoje para serem ouvidas e seguirmos na apuração do fato". No sábado, a própria acusada chegou a ir até a delegacia para prestar ocorrência sobre o furto de sua bicicleta elétrica. Ela foi identificada como Mariana Ribeiro Spinelli, de 26 anos. O UOL tentou entrar em contato com a jovem, mas ela apagou as redes sociais após a publicação do vídeo de Ribeiro. O rapaz ainda não foi identificado pela polícia.

Há quatro meses, Ribeiro decidiu comprar uma bicicleta elétrica usada e pagou R$ 4.500. Enquanto aguardava a namorada na porta do Shopping Leblon, Matheus foi abordado pelo casal, acusado de roubo e fez um desabafo nas redes sociais. A publicação já foi 130 mil visualizações.

"Você pegou essa bicicleta, ali agora, não foi? Disse o rapaz. "É sim, essa bicicleta é minha", replicou a moça. Essa foi a forma que Matheus foi abordado durante os 15 minutos que ficou parado com sua bicicleta elétrica: "Eu sem entender nada, fui tentar mostrar pros dois que a bicicleta é minha, com fotos antigas com ela, chave, o que foi possível naquele momento de segundo. Porém, eu só consegui provar que a bicicleta é minha, quando sem minha autorização, o lindo rapaz pega o cadeado da minha bicicleta e tenta abrir. Frustrado com sua tentativa, ele diz que não me acusou, afinal, o rapaz só estava perguntando", contou o instrutor.

Na publicação, ele ainda diz: "Não aguentam nos ver com nada, no mesmo lugar que eles?! Piorou. Eu não era alguém pedindo esmola ou vendendo jujuba...''Um preto numa bike elétrica?! No Leblon? Aaah só podia ser, eu acabei de perder a minha, foi ele". São coisas que encabulam o racista. Eles não conseguem entender como você está ali sem ter roubado dele, não importa o quanto você prove. Ela não tem ideia de quem levou sua bicicleta, mas a primeira coisa que vem a sua cabeça é que algum neguinho levou", desabafou Ribeiro.

Cotidiano