PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
7 meses

Jornalista que tentou matar ex-namorada morre em MT

José Marcondes dos Santos Neto, conhecido como Muvuca, teria namorado por um mês com vítima, segundo testemunhas - Reprodução/Arquivo Pessoal
José Marcondes dos Santos Neto, conhecido como Muvuca, teria namorado por um mês com vítima, segundo testemunhas Imagem: Reprodução/Arquivo Pessoal

Do UOL, em São Paulo

29/06/2021 13h32Atualizada em 29/06/2021 14h09

O jornalista José Marcondes dos Santos Neto, conhecido como Muvuca, morreu na noite de ontem no Hospital das Clínicas em Tangará da Serra, em Mato Grosso. A informação foi divulgada pelo Muvuca Popular, site de notícias de que era proprietário.

A morte aconteceu após o jornalista ter atirado duas vezes contra a ex-namorada, a empresária Nadia Mendes Vilela, de 43 anos. O crime aconteceu na manhã de ontem. Após os disparos, Muvuca atirou contra a própria cabeça. Ele foi internado, passou por uma cirurgia, mas não resistiu.

Segundo a publicação, o jornalista morreu por volta das 21h10. Nádia também passou por cirurgia e está em uma UTI (Unidade de Terapia Intensiva) no Hospital Ângela com o quadro estável.

Testemunhas disseram que Muvuca invadiu uma farmácia administrada por Nadia e pediu para conversar com ela, conforme informou ontem a polícia ao UOL. Os dois acabaram se desentendendo, e o jornalista teria sacado uma arma e atirado duas vezes contra a mulher, uma na cabeça e uma no tórax. Em seguida ele disparou contra si.

O Samu foi chamado e levou os dois para o Hospital Municipal de Tangará da Serra.

A Polícia Civil registrou o caso como tentativa de homicídio por meio de feminicídio e já iniciou as investigações. As primeiras testemunhas ouvidas confirmaram que Nadia teve um relacionamento de um pouco mais de um mês com o jornalista, encerrado há cerca de sessenta dias.

José Marcondes atuou na área da comunicação durante anos e, em 2014, ele chegou a tentar se lançar como candidato a governador de MT, mas teve o registro negado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Mesmo assim, seu nome apareceu na urna, conquistando 0,1% dos votos apurados.

No ano passado, Muvuca também foi candidato a vereador em Cuiabá pelo PL (Partido Liberal) e teve apenas 223 votos, não conseguindo se eleger.

Cotidiano