PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Rio: Fiscalização encerra festas clandestinas que atraíram 1,5 mil pessoas

A Seop conseguiu interromper uma festa irregular com cerca de 1,5 mil pessoas - Divulgação / Seop / Prefeitura do Rio de Janeiro
A Seop conseguiu interromper uma festa irregular com cerca de 1,5 mil pessoas Imagem: Divulgação / Seop / Prefeitura do Rio de Janeiro

Do UOL*, em São Paulo

01/08/2021 15h27Atualizada em 01/08/2021 15h31

Duas festas clandestinas que atraíram mais de 1,5 mil pessoas em bairros da Zona Oeste do Rio de Janeiro foram interditadas pela Seop (Secretaria de Ordem Pública da Prefeitura). Os dois eventos irregulares aconteceram neste final de semana.

No início da noite de ontem, agentes da secretaria fecharam uma festa na Ilha dos Pescadores, localizada na Barra da Tijuca, que contava com cerca de mil pessoas.

O estabelecimento foi interditado e autuado pela Vigilância Sanitária por aglomeração e por pessoas fumando em ambiente fechado, segundo informações divulgadas pela administração municipal.

O segundo evento foi encerrado na madrugada de hoje pelas equipes de fiscalização. Uma festa rave acontecia em um sítio na Avenida Menezes Cortes, autoestrada Grajaú-Jacarepagupa. Cerca de 500 pessoas estavam no local.

Os agentes da prefeitura só deixaram o local após todos esvaziarem o espaço em que a festa clandestina acontecia, de acordo com o que informa a gestão do município.

A Prefeitura do Rio informou que os dois eventos foram localizados por meio de denúncias registradas por cidadãos via Central 1746, e confirmadas, em seguida, pelo setor de inteligência da Seop.

Desde o início do ano, 154 festas e eventos clandestinos já foram encerrados em toda a cidade.

Reabertura do Rio acontece a partir de setembro

A Prefeitura anunciou na quinta-feira (29) que pretende reabrir a cidade em três etapas a partir do dia 2 de setembro. Na data, a previsão é que ao menos 91% dos adultos que vivem na capital tenham recebido ao menos a primeira dose dos imunizantes contra a covid-19.

As etapas seguintes da reabertura estão previstas para 17 de outubro e 15 de novembro, data em que a população deve ser liberada do distanciamento social e precisará usar máscara apenas no transporte público e em unidades de saúde.

Em 2 de setembro, a prefeitura prevê liberar eventos em locais abertos e permitir 50% de público em estádios e danceterias, desde que os frequentadores tenham recebido as duas doses.

A reabertura será marcada por uma celebração de quatro dias em espaços abertos, inaugurando um calendário de um ano de eventos, batizado de Rio de novo, um ano de reencontro.

* Com informações da Agência Brasil

Cotidiano