PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
2 meses

Festa clandestina é interrompida com bombas de gás no Sul da Bahia

Festa clandestina foi interrompida com bomba de gás em Porto Seguro, na Bahia - Reprodução/Facebook
Festa clandestina foi interrompida com bomba de gás em Porto Seguro, na Bahia Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL, em São Paulo

26/07/2021 09h13

Uma festa clandestina foi interrompida na madrugada de ontem na Vila Valdete, em Porto Seguro, no sul da Bahia. Segundo a polícia, o evento era um "paredão", onde as pessoas se encontravam aglomeradas, desrespeitando as medidas sanitárias contra a covid-19.

O 8° BPM foi acionado e, segundo a corporação, ao chegarem no local encontraram resistência dos frequentadores, que reagiram com agressões verbais e garrafas de vidro.

Em nota, a polícia informou que usou "agentes químicos para dispensar a multidão".

Ainda, segundo a PM, ao se aproximarem de um estabelecimento para realizar uma abordagem, os policiais foram surpreendidos com tiros. Ninguém ficou ferido e os suspeitos conseguiram fugir do local.

viatura - Reprodução/Facebook - Reprodução/Facebook
Viatura da polícia com marca de tiro
Imagem: Reprodução/Facebook

Durante a ação, que teve apoio da CIPPA (Companhia Independente de Policiamento de Proteção Ambiental), foi apreendido uma aparelhagem de som.

Nas redes sociais, moradores registraram o momento da confusão.

Mais ocorrências

festa - Divulgação SSP - Divulgação SSP
Evento irregular aconteceu em sítio em Vitória da Conquista
Imagem: Divulgação SSP

Um outro evento irregular foi registrado ontem na da Bahia. Policiais da 77ª Companhia Independente da Polícia Militar receberam denúncias anônimas de uma festa em um sítio localizado no Parque Imperial, em Vitória da Conquista.

Segundo a SSP-BA, cerca de 250 pessoas se aglomeravam no local aglomeradas e sem máscaras de proteção. A ação foi realizada com o apoio da Rondesp (Rondas Especiais) e da Companhia Independente de Policiamento Especializado.

"Quando chegamos lá, descobrimos que o evento, chamado de 'Brega Fest 5ª Edição'', possuía até bilheteria. Conseguimos identificar a responsável e, em seguida, a conduzimos até a delegacia da cidade", afirmou o major Vagner Ribeiro Almeida.

Cotidiano