PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
5 meses

Ciclista pula de bicicleta para não ser atropelado por carro da PM em Goiás

Ciclista foi fechado por carro da PM e pulou da bicicleta para não ser atropelado no interior de Goiás. Os policiais saíram em arrancada - Reprodução
Ciclista foi fechado por carro da PM e pulou da bicicleta para não ser atropelado no interior de Goiás. Os policiais saíram em arrancada Imagem: Reprodução

Aliny Gama

Colaboração para o UOL em Maceió

09/08/2021 13h16Atualizada em 10/08/2021 09h05

O ciclista Odilon Ancelmo da Silveira Neto, 22, passou por um susto enquanto passeava de bicicleta em Quirinópolis (GO), a 291km de Goiânia, na tarde do último sábado (07), quando um carro da Polícia Militar de Goiás bateu na traseira da bicicleta dele e, por pouco, o jovem não foi atropelado. Ele pulou da bicicleta e o carro da PM saiu em arrancada sem prestar socorro.

O jovem estava andando de bicicleta na rua Antônio Joaquim de Andrade, no bairro Alvorada II, próximo ao meio-fio da via pública, quando foi surpreendido pelo carro da polícia. Não havia outro veículo na mão contrária que pudesse justificar que o carro da polícia ficasse sem espaço e causasse o acidente.

O circuito de câmeras de um imóvel registrou o incidente. De acordo com as imagens, às 15h17, o ciclista aparece na rua e, em seguida, vem o carro da Polícia Militar. O condutor do carro da PM mira a bicicleta, que cai e o ciclista pula para não ser atropelado. Após a colisão, nenhum policial desce do carro e o veículo arranca indo embora pelo meio da rua.

O UOL entrou em contato com a Polícia Militar de Goiás, mas até a publicação deste texto a corporação não se posicionou sobre o assunto. A reportagem também entrou em contato com a SSP (Secretaria de Segurança Pública), que informou que o caso está a cargo da Polícia Civil de Goiás.

Em contato com Polícia Civil de Goiás, o UOL foi informado que o caso ainda não aparece no sistema e que só será investigado, apesar de a polícia ter tomado conhecimento do fato pela imprensa, quando um Boletim de Ocorrência for registrado pela vítima.

Odilon Ancelmo da Silveira Neto contou que tinha saído de casa há pouco tempo. O incidente ocorreu em uma rua próxima ao local onde ele mora. Ele relatou que nunca passou por uma situação semelhante, que anda de bicicleta sempre próximo ao meio-fio com cuidado para não ser atingido por veículos na via pública, mas que acredita que a batida foi proposital. A roda traseira da bicicleta ficou danificada.

"Dá para ver nas imagens que a viatura vem para cima da bicicleta e tinha espaço na rua para manter-se à distância. O carro da polícia bateu por trás, eu me assustei e pulei. Se eu não tivesse saído, teria sido atropelado porque arrastaram a bicicleta e foram embora", contou o jovem, que afirmou que está indo registrar um boletim de ocorrência, na tarde de hoje, na delegacia de Quirinópolis para que o caso seja investigado.

"Moradores da rua me ajudaram e me passaram as imagens da câmera. Foi um barulho grande que as pessoas saíram das casas para ver o que tinha acontecido. Apesar do susto, não me machuquei, foram danos apenas na bicicleta", contou Odilon Ancelmo da Silveira Neto.

Cotidiano