PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
3 meses

Calor derruba a umidade e eleva risco de incêndios pelo Brasil nesta semana

Mapa mostra altíssimo risco de incêndio em quase todo o Brasil - Reprodução/InMet
Mapa mostra altíssimo risco de incêndio em quase todo o Brasil Imagem: Reprodução/InMet

Do UOL, em São Paulo

16/08/2021 18h05

Uma massa de ar quente e seca deve predominar pelo Brasil nesta semana e aumentar o risco de incêndios em quase todo o país. De acordo com a Climatempo, diferentes regiões deverão ter umidade relativa do ar com índices críticos, abaixo de 20%, em decorrência da falta de chuva, o que também pode ocasionar riscos à saúde.

O fenômeno será registrado no interior paulista, entre o noroeste de Minas e o Triângulo Mineiro, Mato Grosso do Sul, Goiás, DF, Mato Grosso, oeste da Bahia, sul do Piauí e do Maranhão e Tocantins. O InMet já emitiu um alerta de "perigo" para incêndios nas regiões, já que as altas temperaturas combinadas a falta de chuva podem fazer com que as vegetações mais secas entrem em combustão.

Na capital paulista e demais áreas do estado, em Belo Horizonte, pelo sertão do Nordeste, em Rondônia e no sul do Pará, a umidade deve permanecer abaixo dos 30%, um índice também preocupante para a saúde da população.

O InMet recomenda que, nestes dias, a atenção com a hidratação do corpo redobrada e que se evite a exposição ao Sol nos horários mais quentes. O ar também tende a ficar com a poluição bastante concentrada, o que pode intensificar a incidência de problemas de respiratórios.

As capitais do Sul e do Sudeste terão uma elevação de temperatura drástica. Em Porto Alegre, a máxima prevista é de 33ºC, na quinta (19). A mesma máxima também está prevista para o Rio de Janeiro até o fim da semana. Já São Paulo deve registrar máximas de 30ºC entre quarta (18) e sexta-feira (20).

Em Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Rondônia, Acre, Amazonas, alguns pontos devem chegar próximo dos 40ºC.

Mudanças bruscas

Nas últimas semanas, o Brasil enfrentou uma frente fria que fez os termômetros caírem em diferentes pontos do país. A passagem da massa de ar frio fez com que diversas cidades do sul do país registrassem a ocorrência de neve no final de julho.

Apesar do atual aumento das temperaturas, o mês de agosto ainda deve registrar mais dias de frio pelo país com a chegada de uma nova frente fria na terceira semana de agosto,

Cotidiano