PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Araçatuba: 'Nasceu de novo', diz irmão de jovem que teve pés amputados

O marceneiro Clayton Alexandro Soares Teixeira, atingido por explosivos deixados por quadrilha em Araçatuba (SP) - Arquivo pessoal
O marceneiro Clayton Alexandro Soares Teixeira, atingido por explosivos deixados por quadrilha em Araçatuba (SP) Imagem: Arquivo pessoal

Simone Machado

Colaboração para o UOL, em São José do Rio Preto (SP)

31/08/2021 17h23

O marceneiro Clayton Alexandro Soares Teixeira, 25, viu sua vida mudar em frações de segundos, na madrugada de ontem (30). Após ser atingido por um explosivo deixado por criminosos que atacaram agências bancárias, em Araçatuba (SP), precisou passar por cirurgia e amputar os dois pés.

Segundo Kleber Alderis Soares Teixeira, 30, irmão de Clayton, o jovem estava na casa dos tios quando aconteceu o ataque às três agências bancárias. Esperou a gangue sair da cidade e decidiu voltar de bicicleta para sua casa, onde mora com a mãe.

No trajeto, foi atingido pela explosão da bomba, que estava na calçada em frente a uma loja de sapatos.

"Ele conta que estava voltando e viu a destruição no centro da cidade. Passava de bicicleta por uma rua e, quando estava a uns cinco metros da bomba, teve a explosão. Em nenhum momento ele foi mexer ou pegar o explosivo", relata o irmão.

A versão da família contradiz a divulgada pela polícia, ontem, que relatou que a explosão aconteceu porque o jovem mexeu no artefato ao imaginar que era um celular.

Segundo a Polícia Militar, os artefatos deixados pelos bandidos possuem algum tipo de sensor para serem ativados.

Kleber diz que, apesar da gravidade dos ferimentos, o marceneiro estava consciente e relatou como tudo aconteceu para a família.

Um casal que passava de carro no momento da explosão parou para ajudar o jovem e chamou o resgate. Também relatou aos familiares que, com a força da explosão, Clayton foi jogado a alguns metros de distância, com a bicicleta sendo arremessada para o lado oposto.

Apesar da mudança que haverá nas nossas vidas, temos que agradecer que ele está vivo. Ele nasceu de novo e em uma data bem próxima a do aniversário dele, que é na semana que vem. Temos que comemorar pela vida dele.
Kleber Alderis Soares Teixeira, irmão de jovem que teve os pés amputados após explosão de bomba em Araçatuba (SP)


Após o socorro chegar, Clayton foi levado para a Santa Casa da cidade. Segundo o hospital, foi necessário amputar os dois pés do jovem e fazer uma cirurgia na mão, que também foi bastante atingida na explosão.

"Ele está bem, mas ainda não sabe de tudo o que aconteceu. Para ele, foi apenas uma fratura, ainda não contamos que ele passou por uma amputação", diz o irmão.

Clayton era o responsável pelo sustento da casa e pelos cuidados com a mãe, que tem diabetes e um problema cardíaco.

A família está se reorganizando para ajudar nos cuidados com o jovem.

"Meu irmão e minha mãe terão que vir morar na casa onde vivo com a minha esposa. Já separamos um quarto para o Clayton e ganhamos uma cadeira de rodas e uma cama que serão muito úteis nessa fase de readaptação", conta Kleber.

Cotidiano