PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
2 meses

Adolescente é autuado suspeito de chantagear mulheres com fotos íntimas

Adolescente teria chantageado vítimas por meio de perfil falso em rede social - Reprodução/ Polícia Civil do Ceará
Adolescente teria chantageado vítimas por meio de perfil falso em rede social Imagem: Reprodução/ Polícia Civil do Ceará

Do UOL, em São Paulo

10/09/2021 15h17Atualizada em 10/09/2021 15h17

Um adolescente de 15 anos foi autuado por ato infracional análogo ao crime de perseguição em ambiente virtual. O caso ocorreu na cidade de Ibaretama (CE) e foi registrado na Delegacia Regional de Polícia Civil de Quixadá (CE) após denúncia em junho. Ele utilizava um perfil falso para chantagear mulheres a enviarem fotos íntimas em redes sociais.

As investigações só começaram depois que uma vítima registrou BO (Boletim de Ocorrência) em junho alegando que sua foto e nome estavam sendo utilizados em redes sociais para práticas ilegais. "A vítima vinha sofrendo retaliação na região", informou a Polícia Civil.

Baseado nas denúncias, as investigações apontaram que o adolescente suspeito que criou o perfil falso estava solicitando fotos íntimas de mulheres na região e depois as chantageava para envios de novas fotos. Ele foi localizado na tarde do último domingo (5) após cumprimento de mandado de busca e apreensão.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Marcos Renato Magalhães, desde então ele estaria tentando apagar as provas das práticas infracionais. "Quando a gente acessa o Instagram dele, já que foi apreendido o celular, percebe-se que ele está retomando a conexão, mandando e-mails de recuperação de senha e essas conexões estão batendo em Ibaretama", disse o delegado ao UOL.

foto 1 - Reprodução/ Polícia Civil do Ceará - Reprodução/ Polícia Civil do Ceará
Investigador mostra parte de uma conversa que o suspeito estava tendo com uma das vítimas
Imagem: Reprodução/ Polícia Civil do Ceará

"Ele já apagou [várias mensagens]. Mas eu já tinha gravado todas, já tinha tomado nota de todas. Ele está apagando todas as mensagens que teve com o uso dos perfis falsos e vai ser requerido para falar sobre o tema novamente", completa o delegado Marcos Renato.

Autuado na Delegacia Regional de Quixadá, o adolescente foi entregue para os pais conforme exigido pelo ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) sob termo de responsabilidade que deve ser apresentado quando o mesmo for convocado pelo Ministério Público. Magalhães informa que o menor não foi apreendido, pois ele não tinha antecedentes.

Os investigadores agora trabalham para identificar os atos infracionais que o jovem teria cometido, como os crimes análogos ao uso de falsa identidade, vazamento de fotos íntimas e o próprio stalking, caracterizado pela perseguição em ambiente virtual. Eles também investigam se o suspeito teve ajuda de outras pessoas.

Como denunciar

Ao UOL, o delegado disse que ainda há muitas vítimas para serem ouvidas e adianta que uma delas, que já conversou com ele por telefone, realizará depoimento formalizado na próxima semana.

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia.

As informações também podem ser repassadas para o número (88) 3445-1047, da Delegacia Regional de Quixadá, ou para o WhatsApp da unidade policial, pelo número (88) 98821-6771. As identidades são preservadas e mantidas em sigilo.

Cotidiano