PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
9 meses

Pai e mãe são presos suspeitos de 'venderem' filha por três cervejas

Menina chegou a voltar para casa após fugir do "comprador", mas ela teria sido rejeitada pelos pais - iStock
Menina chegou a voltar para casa após fugir do "comprador", mas ela teria sido rejeitada pelos pais Imagem: iStock

Do UOL, em São Paulo

10/09/2021 12h17Atualizada em 10/09/2021 12h21

Os pais de uma menina de 11 anos foram presos por suspeita de estupro de vulnerável e de tentarem "vender" a própria filha na cidade de Pinheiro, no interior do Maranhão. Eles foram presos pela Polícia Civil na manhã de ontem após investigações da Delegacia Especializada da Mulher de Pinheiro.

"No final do mês de agosto, chegou ao conhecimento da Polícia Civil que a dupla em um povoado da cidade de Pinheiro, havia vendido sua filha de 11 anos para um homem em troca de três cervejas", informou a Polícia Civil maranhense.

Após confirmado o teor da denúncia, os investigadores descobriram que no dia seguinte após ter sido trocada por cervejas, a criança fugiu da casa do "comprador", voltando para a residência dos pais.

Ainda segundo a Polícia Civil, o pai e a mãe "negaram seu acolhimento, pois ela já não era mais virgem e eles ficariam mal falados". O órgão representou pela prisão temporária dos pais da menina e do homem que teria a "comprado", suspeitos do crime de estupro de vulnerável. Se condenados, a pena prevista vai de oito a 15 anos de reclusão.

Agora a criança está sob responsabilidade do Conselho Tutelar de Pinheiro, que adotou medidas de proteção para sua integridade e segurança.

Cotidiano