PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

'Ao amigo ladrão': Empresário instala outdoor após sofrer 3 furtos seguidos

Outdoor foi instalado por empresário, em Lorena (SP), depois que ele foi furtado três vezes - Arquivo Pessoal
Outdoor foi instalado por empresário, em Lorena (SP), depois que ele foi furtado três vezes Imagem: Arquivo Pessoal

Simone Machado

Colaboração para o UOL, em São José do Rio Preto (SP)

26/10/2021 13h06Atualizada em 27/10/2021 09h01

Depois de seu estabelecimento sofrer uma onda de furtos, o empresário José Benedito Toledo, de 60 anos, dono de uma madeireira em Lorena, cidade a 190 km de São Paulo, decidiu instalar um outdoor próximo ao seu estabelecimento comercial pedindo uma "trégua" aos ladrões, pois não tinha mais como arcar com os prejuízos dos furtos.

O empresário contou ao UOL, que o outdoor com a frase "Peço ao amigo ladrão que, por favor, pare de nos roubar! Pois não temos mais condições de arcar com os prejuízos causados por você. Obrigado. Fique com Deus", foi colocado no mês passado, depois que sua madeireira foi furtada três vezes em menos de 15 dias.

Furto madeireira - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Ladrões levaram equipamentos eletrônicos, itens de segurança e fiação
Imagem: Arquivo Pessoal

Na primeira ação, no dia 25 de agosto, os bandidos entraram no local durante a madrugada e levaram itens como computadores, eletrônicos e equipamentos de segurança.

Apenas seis dias depois, um novo furto foi registrado no local. Dessa vez, os ladrões levaram mais equipamentos de segurança, ferramentas e até pregos.

Mais uma semana depois, outro furto, também durante a madrugada. Sem ter o que levar de equipamentos eletrônicos, os bandidos furtaram toda a fiação elétrica do comércio, o que fez com o empresário tivesse que fechar as portas do estabelecimento por três dias até que a parte elétrica fosse refeita.

Cansado da situação, o comerciante resolveu, então, pedir aos bandidos que parassem de furtar seu comércio e instalou um outdoor em um terreno baldio ao lado da madeireira.

"O meu intuito foi mostrar para a população e as autoridades em geral o que está ocorrendo em nosso estabelecimento. Foi registrado o Boletim de Ocorrência, mas os crimes continuaram e até agora não tivemos nenhuma resposta. Nosso prejuízo passou de R$ 7 mil", conta José.

O empresário afirma que nas três invasões ele procurou a Polícia Civil e registrou a ocorrência, porém até o momento não conseguiu recuperar nada do que foi levado pelos bandidos.

Em nota a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP) explicou que o policiamento será reforçado na região e os furtos na madeireira estão sendo investigados.

"O policiamento na região será reforçado para ampliar as ações preventivas e ostensivas, visando a redução da criminalidade e a garantia da segurança da população. Os casos foram registrados e estão em investigação pelo 2ªDP de Lorena. A equipe realiza diligências e trabalha na identificação de alguns suspeitos. Imagens e evidências estão em análise. O trabalho de polícia judiciária prossegue para esclarecimento dos fatos. De janeiro a setembro, 236 pessoas foram presas em Lorena", disse o órgão.

Cotidiano