PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
8 meses

Varginha: carreta apreendida seria usada na fuga de suspeitos, diz PRF

Do UOL, no Rio

01/11/2021 12h30

Os suspeitos de integrar uma quadrilha que planejava assaltos a banco em Varginha (MG) utilizariam até uma carreta para fugir da cidade após praticarem os crimes. A informação é da PRF (Polícia Rodoviária Federal), que apreendeu o veículo neste domingo (31), no município de Muzambinho,

A PRF localizou dentro da carreta um compartimento secreto onde havia colchões e garrafas de água. O veículo apreendido foi levado para o Batalhão da Polícia Militar de Varginha.

De acordo com o chefe do COE (Comando de Operações Especiais) da PRF de Minas Gerais, Rodrigo Diniz, agentes já vinham monitorando nos últimos dias a circulação de veículos suspeitos na região. A carreta estava estacionada quando foi apreendida.

"Identificamos que havia mudanças na estrutura do veículo e, quando fomos verificar, chegamos ao fundo falso. Como havia colchões e água, acreditamos que seria utilizado numa possível fuga", afirmou.

A operação conjunta entre a PRF e a Polícia Militar de Minas Gerais terminou com 26 suspeitos mortos em duas chácaras de Varginha. Segundo Diniz, houve amplo planejamento prévio integrado e as mortes foram decorrentes de confrontos:

"O que temos que destacar é que não houve nenhum policial ou cidadão de bem ferido".

A PM de Varginha acredita que os suspeitos teriam participado de outras ações do chamado "novo cangaço", em cidades como Araçatuba (SP), Criciúma (SC) e Uberaba (MG).

O comandante do Bope (Batalhão de Operações Especiais) de Minas Gerais, tenente-coronel Rodolfo Fernandes, disse que as informações iniciais colhidas pela polícia indicam que ao menos cinco suspeitos seriam de Uberaba.

A Polícia Civil ainda trabalha na identificação dos mortos, que pode levar vários dias.

Cotidiano