PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Casal foragido de SP que ostentava em fotos é preso em avião no Ceará

Arthur costumava postar fotos em locais de luxo do Ceará - Reprodução/Redes sociais
Arthur costumava postar fotos em locais de luxo do Ceará Imagem: Reprodução/Redes sociais

Carlos Madeiro

Colaboração para o UOL, em Maceió

23/12/2021 15h54Atualizada em 24/12/2021 15h09

A Polícia Civil do Ceará prendeu ontem, dentro de um avião prestes a decolar de Fortaleza, um casal foragido da Justiça de São Paulo. Segundo a corporação, eles estavam em uma aeronave com destino à capital paulista.

O casal foi identificado como Arthur Franklin de Sousa Lima, 32, e Kianna Ivy Cunha Amorim, 21. Arthur, inclusive, costumava ostentar uma vida de luxo em fotos nas redes sociais.

As investigações apontam que eles estão envolvidos em uma fraude contra instituições financeiras, cujo prejuízo supera R$ 200 mil.

Arthur possui antecedentes criminais e foi preso pela Polícia Federal em 2017 por crime cibernético, fraude e formação de quadrilha. Em 2008, ele chegou a ser preso, também no Ceará, acusado de clonar o cartão da Xuxa.

Segundo a polícia, Artur e Kianna apresentaram documentos falsos durante a abordagem de ontem. Com eles foram encontrados e apreendidos documentos falsos, cartões bancários e a quantia aproximada de R$ 9 mil.

Dinheiro apreendido com casal preso - Divulgação/PC  - Divulgação/PC
Dinheiro apreendido com casal preso
Imagem: Divulgação/PC

A polícia afirma que estava monitorando o casal havia algum tempo. Na última segunda-feira, eles foram alvos de uma operação conjunta das polícias civis do Ceará e de São Paulo, que tentou prender os dois.

A polícia, porém, não os encontrou, mas soube que o casal conseguiu fugir para Jijoca de Jericoacoara, destino turístico a oeste de Fortaleza.

Os policiais cumpriram os mandados de busca e apreensão em residências em Fortaleza e região metropolitana, onde conseguiram apreender duas armas de fogo — um revólver e uma pistola.

Depois da prisão, o casal foi conduzido para a delegacia de Acaraú, onde foi autuada por uso de documento falso. Além disso, foi dado cumprimento dos mandados de prisão abertos. A Divisão de Crimes Cibernéticos da Polícia Civil de São Paulo já foi informada e agora que fará as tratativas de envio dos presos para São Paulo.

O UOL tentou localizar a defesa do casal, mas não conseguiu. O espaço está aberto para eventual manifestação da defesa dos suspeitos.

Cotidiano