PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Onda de frio deve se espalhar pelo país, com chance de neve; veja previsão

Amanhecer com registro de neve em Caxias do Sul, no Rio de Grande do Sul.  - Gabriel Lain/Estadão Conteúdo
Amanhecer com registro de neve em Caxias do Sul, no Rio de Grande do Sul. Imagem: Gabriel Lain/Estadão Conteúdo

Colaboração para o UOL, em São Paulo

12/05/2022 09h02

Uma frente fria que se aproxima do Brasil vai derrubar as temperaturas em várias regiões, com efeitos sentidos principalmente na próxima semana. São esperadas geadas em estados do Sudeste e Centro-Oeste e há possibilidade de neve para alguns municípios do Sul.

A sexta-feira (13) será marcada pelo frio intenso, que deve resultar em geadas nas regiões serranas do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Essas condições seguirão para o fim de semana, que contará também com grandes volumes de chuvas em grande parte do Sul do país.

De acordo com o Climatempo, o território brasileiro também sentirá o aumento da umidade provocada por um ciclone extratropical que ficará estacionado no Oceano Atlântico por alguns dias. Além disso, está prevista a chegada de uma massa de ar polar que vai reforçar o frio, principalmente entre os dias 17 e 19 de maio.

Veja todos os detalhes da previsão do tempo em sua cidade

Neve em maio?

A semana seguinte pode ser desafiadora para os gaúchos e catarinenses, pois há possibilidade de neve em muitos municípios serranos. O fenômeno resultará da fusão da massa de ar frio esperada para a região com a umidade gerada pelo ciclone no oceano. Os moradores desses locais devem sentir a mudança radical na temperatura a partir da terça-feira (17).

Os mineiros e os paulistas dificilmente escaparão do frio. Há possibilidade de geadas também no sul de Minas Gerais, especialmente na Serra da Mantiqueira, em alguns pontos de São Paulo e em Mato Grosso do Sul. Nesse ritmo, as ondas de frio se espalharão entre o Sul, o Sudeste e o Centro-Oeste.

Nessas regiões, os termômetros poderão cair em torno de 10 °C, deixando muitas capitais em alerta para possíveis marcas de menores temperaturas do ano.

No caso da cidade de São Paulo, a semana começou com uma amplitude térmica de 9 °C e deve se manter nesta faixa até o fim de semana, com baixas temperaturas pelas manhãs e elevação a partir das tardes. No entanto, a partir de hoje, o cenário muda, com mínimas em torno de 15 °C e máximas em 21 °C, com céu nublado, ar úmido e possibilidade de chuvas isoladas.

A maior mudança nos próximos dias acontece de terça-feira (17), com temperaturas de 16 °C a 21 °C, para quarta-feira, com a temperatura mais baixa da semana, de 7 °C — e máxima de apenas 17 °C.

As temperaturas mínimas nas cidades de Belo Horizonte e Rio de Janeiro foram as mais baixas deste ano até o momento, com 14,8 °C e 14,4 °C respectivamente, informou o Climatempo. A tendência é de frio intenso durante as próximas noites e madrugadas.

Na madrugada do dia 17, as temperaturas podem ficar abaixo de 12 °C no Sul, com grande chance de chegarem a níveis negativos no Planalto Sul do Paraná e nas serras Gaúcha e Catarinense, informou o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia).

O frio também alcançará o Acre e Rondônia, que poderão registrar novos episódios de friagem para os estados.

Veja a previsão na capital paulista para os próximos dias:

- Sexta-feira, 13: entre 15ºC e 23ºC.

- Sábado, 14: entre 15ºC e 26ºC.

- Domingo, 15: 16ºC e 22ºC.

- Segunda-feira, 16: 15º e 20ºC.

- Terça-feira, 17: 16ºC e 21ºC.

- Quarta-feira, 18: 7ºC e 17ºC.

- Quinta-feira, 19: 8ºC e 19ºC.

- Sexta-feira, 20: 11ºC e 19ºC.

- Sábado, 21: 9ºC e 17ºC.

- Domingo, 22: 10ºC e 18ºC.

Cotidiano